Empresas que dão prazer

Todos nós queremos crescer, evoluir, ser importante, ganhar dinheiro e ter uma família que se orgulhe muito da gente. Mas todos nós temos uma ambição comum um pouco mais difícil de explicar: trabalhar em algum lugar onde o trabalho não signifique tanto sacrifício. Trabalhar em algum lugar onde trabalho signifique prazer. Todos nós queremos crescer, evoluir, ser importante, ganhar dinheiro e ter uma família que se orgulhe muito da gente. Mas todos nós temos uma ambição comum um pouco mais difícil de explicar: trabalhar em algum lugar onde o trabalho não signifique tanto sacrifício. Trabalhar em algum lugar onde trabalho signifique prazer.

Antigamente trabalhávamos 8 horas por dia, dormíamos 8 e vivíamos 8. Isso tem mudado. Trabalho é quase metade da nossa vida. Então temos que ter prazer nele. Sob pena de sermos a coisa mais chata do mundo no resto de nossas vidas. Nas horas fora do trabalho e em todos os momentos de nossas relações. Tom Peters foi um dos primeiros gurus que falou disso. Meio escancaradamente:

1.Realizar um trabalho fabuloso e ser conhecido pelo caráter inovador – Um dos maiores prazeres do trabalho é o reconhecimento de quem aparece na nossa loja de coisas diferentes que fizemos. Pode ser uma nova vitrine, um novo uniforme, um novo produto, um novo atendimento. Qualquer coisa. Inovação é parte da alegria de viver.

2.Atrair pessoas estimulantes muitas das quais um pouco anticonvencionais – Claro, é muito mais fácil ter um bando de cordeirinhos trabalhando conosco. Mas o sucesso de um negócio depende de pessoas anticonvencionais. Que vão ser as que vão nos ajudar a inventar coisas novas todos os dias para impactar nossos Clientes.

3. Questionar constantemente a maneira como as coisas são feitas – O que deu certo ontem deixa o Cliente enjoado amanhã. E o que está trazendo Clientes para a loja hoje, o concorrente imita amanhã. Na verdade deveríamos ter um pacote de coisas novas para fazer sempre que o concorrente nos imite. Só assim ganharemos reputação de inovadores e manteremos.

4.Certificar-se de que aqueles que deixaram a empresa voluntariamente tiveram uma experiência especial – Não há coisa mais preciosa do que visitas de ex-funcionários que encontraram um caminho melhor, mas que ainda acham que a coisa mais importante que fizeram foi passar pela nossa empresa.

5.Ter um ambiente de coleguismo agitado e alegre no qual as pessoas apóiam uma às outras – Isso é difícil. Parecido com grandes pilotos de fórmula um. Sempre andam na zebra. Mas é o que faz a empresa manter a chama acesa. Um acende a vela do outro com a sua. Todos ficam iluminados.

6. Certificar-se de que nunca surge qualquer dúvida ou insinuação a respeito de sua ética – Essa nem precisa de comentários. Todo mundo acha que ética deveria estar em todos os negócios. Mas não está. Faça-a presente no seu.

7.Colocar os pingos nos i e cruzar os t – Vale tudo. Desde atender prontamente o telefone, enviar fatura sem erros e de modo geral nunca esquecer os detalhes. Saudar o Cliente e se despedir fazem a diferença.

8.Trabalhar com clientes e outros parceiros estimulantes que motivam e estimulam, com quem é possível aprender e a quem é bom se associar – Quando estamos sem dinheiro aceitamos qualquer Cliente e até engolimos sapos indesejáveis. Mas não pode ser por muito tempo. Senão as doenças começam a aparecer.

9.Faturar muito mais do que se gasta – Custo fixo deveria ser banido dos relatórios de lucros e perdas. Comprar bem é muito importante, mas o melhor é comprar e vender de maneira que nossos fornecedores e o Cliente achem que somos os melhores.

10. Crescer através de serviços e clientes de qualidade, não apenas por crescer – Quando maior a montanha maior o tombo. Não abra a segunda loja sem que a primeira esteja dez. Nove. Mas com lojas nota 5 expandir o negócio é garantir que o fim está próximo.

Parei de trabalhar em empresas dos outros porque não tinha encontrado uma parecida. Hoje só trabalho na Ponto de Referência com parceiros e Clientes assim. Descobri que é só disso que preciso. Sucesso é amplificação de felicidade e prazer. E dinheiro ganho sem sorriso não pára no bolso…

Conteúdos Relacionados

Dica número 1 de liderança em vendas

Volta e meia recebo perguntas como esta: “Raul, se você pudesse me dar só uma dica sobre como ser um gestor melhor, qual seria?”

Procuro evitar responder questionamentos como este porque eles costumam vir de alguém que está procurando um atalho ou uma pílula mágica, mas a verdade é que sempre existe mais de uma opção para resolver um problema ou desafio – por isso mesmo, buscar uma única ferramenta milagrosa raramente traz os melhores resultados.

Continuar lendo
Rolar para cima