On-line

Quais são as últimas pesquisas, novidades e tendências do mercado?

A aquisição da revista VendaMais dá direito ao acesso do conteúdo exclusivo do site VendaMais. Se você é assinante, basta digitar seu e-mail e senha. Caso tenha adquirido a revista nas bancas, digite a palavra-chave FIDELIZAR, válida apenas para o mês de agosto.

 

“Lembre-se de que a verdadeira arte de vender começa quando o freguês diz não”

H. Jackson Brown

 

Futuro do empreendedorismo

 

Jovens brasileiros, com idade entre 18 e 24 anos, colocam o Brasil entre os países mais empreendedores do mundo. Segundo o Global Entrepreneurship Monitor 2008 (GEM), do total de novos empresários brasileiros, 25% são jovens, o que evidencia o Brasil como o terceiro país com maior nível de jovens empreendedores. O crescimento da taxa média de empreendedorismo jovem no País entre 2001 e 2008 ficou em 11,9%. Do total que apostam no próprio negócio, 68% o fazem por oportunidade, contra 32% motivados pela necessidade. Na página 12 desta edição, você encontra uma entrevista exclusiva sobre empreendedorismo, confira!

 

E-commerce conquista classes baixas

 

Após a febre das lojas de departamentos, agora foi a vez do comércio eletrônico descobrir o forte potencial das classes C, D e E. De acordo com o estudo realizado pela Avenida Brasil, agência de publicidade especializada em consumo de baixa renda, 75% dos internautas recebem até cinco salários mínimos mensais. A análise também estima que 70% do potencial de expansão do e-commerce venha das classes C, D e E. Atualmente, a maioria dos computadores está em domicílios da classe C, que detém 69% dos cartões de crédito no País, sendo que esse é o principal meio de pagamento de compras via internet. Você já está preparado para aproveitar o potencial desse nicho?

 

Capacitação on-line

 

O investimento feito pelas empresas brasileiras em Educação a Distância (EAD) está crescendo cada vez mais. Segundo o Anuário Brasileiro Estatístico de Educação Aberta e a Distância (AbraEAD), essa modalidade vem evoluindo mais que o ensino presencial. Na última pesquisa divulgada, o investimento feito em funcionários através desses cursos cresceu 21%, enquanto o ensino convencional regrediu na mesma porcentagem. A flexibilidade de tempo e a agilidade foram apontadas como as principais vantagens da educação a distância.

 

Viagens de incentivo

 

Em 2008, o setor de viagens corporativas, incluindo empresas que atuam com passagens aéreas, hospedagem e locação de automóveis, obteve um faturamento de R$17,46 bilhões. O mercado movimentou cerca de R$33,01 bilhões, superando o ano de 2007 em 6,80%, e gerou mais de 480 mil empregos diretos e indiretos. Os números foram divulgados no 3º Indicadores Econômicos das Viagens Corporativas (IEVC). Entre os motivos que levaram os empresários a investirem em viagens no ano passado, destaque para os incentivos à equipe de trabalho, tidos como uma maneira cortês e eficiente de premiar e motivar os colaboradores.

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima