6 dicas para você vender mais no Facebook

Textos e dicas rápidas para você vender mais

  1. Forneça valor antes de vender – Não fique anunciando ofertas e condições especiais do seu produto/serviço, forneça dicas que possam ajudar o seu cliente a obter sucesso nos próprios negócios; isso é diferencial competitivo. Fuja do comum, inove e você será percebido como um especialista.
  2. Responda para as pessoas – Sempre que alguém curtir sua página, seu mural ou suas informações complementares, agradeça com uma mensagem personalizada, mostrando que essa contribuição foi valiosa para o fortalecimento da sua marca; o objetivo é reconhecer os seus fãs pelo tempo que disponibilizaram na sua página.
  3. Fortaleça a sua imagem – Poste em seu mural depoimentos de clientes que compraram o seu produto/serviço e que ficaram satisfeitos com o resultado final. Esse é o seu maior vendedor, concorda? Uma coisa é você falar que é bom, e outra é as pessoas avaliarem a sua competência.
  4. Atualize o seu perfil – Sempre que puder, atualize o seu perfil com informações relevantes, pois as pessoas gostam de apreciar novidades, você ficará surpreso com o número de pessoas que irão curtir. Essa é uma forma de você mostrar consistência nas suas ações para os seus futuros clientes.
  5. Fale sobre suas vitórias – Sempre que conquistar um prêmio para a sua empresa, publique-o no seu mural, as pessoas adoram compartilhar e ver o sucesso dos seus amigos. O objetivo é mostrar que você é um expert e que a melhor opção de compra é você, captou? Valorize o seu passe.
  6. Deixe um recado para quem estiver on-line – Uma vez a cada dois dias deixe um recado para as pessoas que estiverem on-line. Deseje um ótimo dia de trabalho, sucesso na vida pessoal e profissional – é importante você estar sempre presente na memória dos seus contatos. Quem é visto é lembrado e quem não é visto é esquecido.

André Silva é palestrante de motivação e vendas.
E-mail: [email protected]
Site: www.palestranteandresilva.com.br

Estabeleça seu rendimento por hora

Se você quer ganhar mais dinheiro, a primeira coisa a fazer é sentar para calcular exatamente quanto você está ganhando neste momento. Quanto ganhou no ano passado e no ano retrasado? Quanto ganhará este ano? Quanto está ganhando por mês? A melhor medida de todas é o quanto você ganha atualmente, por hora.

Você pode estabelecer seu rendimento por hora dividindo sua renda anual por 2 mil, o número aproximado de horas que se trabalha por ano. Melhor ainda: pode dividir sua renda mensal por 172, número de horas que se trabalha, em média, por mês.

Muitas pessoas de sucesso calculam o rendimento por hora a cada semana, para compará-lo com o das semanas anteriores. Estabelecem, então, uma meta para aumentar o valor do que fazem a cada hora e, com isso, elevar a renda. Você deveria fazer o mesmo.

Extraído e adaptado do livro Metas – Como conquistar tudo o que você deseja mais rápido do que jamais imaginou, de Brian Tracy (Editora Best Seller).

Fins x meios

A consciência ensina que os fins e os meios são inseparáveis; que os fins na verdade são anteriores aos meios. Emmanuel Kant definiu que os meios usados para atingir os fins são tão importantes quanto os próprios fins. Maquiavel determinou o oposto, que os fins justificam os meios.

Veja as sete coisas que, de acordo com os ensinamentos de Gandhi, podem destruir uma pessoa. Se forem estudadas com atenção, é possível ver claramente que cada uma representa um fim atingido mediante um meio sem princípios ou sem valores:

  • Riqueza sem trabalho.
  • Prazer sem consciência.
  • Conhecimento sem caráter.
  • Comércio sem moralidade.
  • Ciência sem humanidade.
  • Adoração sem sacrifício.
  • Política sem princípios.

Lembre-se: alcançar um fim admirável recorrendo a meios errados fará que ele acabe por se tornar pó em suas mãos.

Stephen R. Covey é autor e cofundador e vice-presidente da FranklinCovey Co.
Visite o site: www.stephencovey.com 

“Quem dá o melhor de si quando as coisas não estão como gostaria terá o melhor para si quando tudo estiver como desejar”
Max Ceschi

Questão de atitude

Se você não se promover, quem o fará? Se você perguntar a uma série de pessoas que considera bem-sucedidas se elas se sentem confiantes o tempo todo, provavelmente muitas dirão que não. A maioria das pessoas tem de se esforçar continuamente. O sucesso não é uma questão de sorte. Normalmente a sorte acontece quando a oportunidade e o trabalho se cruzam! Muitas vezes as pessoas se focam apenas no que precisam para sobreviver, e não naquilo que gostariam de alcançar.

Experimente estas sugestões para desenvolver uma atitude mais confiante:

  • Esqueça a ideia de que as coisas boas acontecem a quem acha que as merece e espera pacientemente. Não nos cansamos de dizer: na vida comercial não obtemos aquilo que merecemos, mas sim o resultado da qualidade das negociações que realizamos. Aja! Lembre-se de que grande parte do sucesso decorre simplesmente da capacidade de insistir.
  • Livre-se de preconceitos e aceite a ideia de que o marketing pessoal é uma capacidade indispensável para a sua sobrevivência.

Extraído e adaptado do livro Negociar e vender – 40 reflexões e ferramentas negociais comentadas por líderes de opinião, de João Catalão e Ana Teresa Penim (Editora Lidel).

Aprendendo com o “não”

Apesar de ninguém gostar de ouvir “não”, às vezes há coisas que podem ser aprendidas com esses encontros negativos:

  • Podem nos mostrar onde estão as fronteiras e os limites das pessoas.
  • Podem nos ensinar a sermos mais persuasivos em vender nossa causa.
  • Podem nos mostrar onde estão os pontos cegos.
  • Podem nos ajudar a desenvolver paciência, tenacidade e caráter.
  • Podem nos fazer reavaliar nossas posições.
  • Podem nos ajudar a ver os pontos de vista dos outros com mais clareza.
  • Podem nos ensinar a tentar de outras maneiras, tornando-nos mais criativos e nos forçando a encontrar mais recursos.

O “não” pode ser um professor valioso se você estiver disposto a aprender com ele. Algumas vezes, é bom dar valor a ele.

Extraído e adaptado do livro SIM na terra do não – Uma fábula sobre superação do pessimismo, de BJ Gallagher e Steve Ventura (Negócio Editora).

“As rugas deveriam indicar apenas onde os sorrisos estiveram”
Mark Twain

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima