8 dicas para aumentar sua energia mental

1. Alimentos certos – Sabia que é possível escolher alimentos corriqueiros que induzem a um estado de alerta mental, enquanto outros são relaxantes? Os alimentos ricos em proteína (alguns dos melhores são peixes, iogurte, leite e queijos magros) liberam o aminoácido tyrosine (tirosina), um elemento básico para a construção de neurotransmissores do alerta, como a dopamina – o mais poderoso deles. 1. Alimentos certos – Sabia que é possível escolher alimentos corriqueiros que induzem a um estado de alerta mental, enquanto outros são relaxantes? Os alimentos ricos em proteína (alguns dos melhores são peixes, iogurte, leite e queijos magros) liberam o aminoácido tyrosine (tirosina), um elemento básico para a construção de neurotransmissores do alerta, como a dopamina – o mais poderoso deles. Já quando é hora de desligar, carboidratos têm efeito contrário, pois liberam serotonina, que não só é relaxante, como também atua como um antidepressivo. Procure, então, consumir toda a sua proteína no café da manhã e no almoço, a não ser que precise ficar “ligado” durante a noite.

2. Seja otimista – Nada é mais simples e fácil do que ser otimista.É apenas uma decisão sua. Já viu algum grande vencedor, em qualquer área, que seja um pessimista? Assim como Victor Frankl, Nelson Mandella e Helen Keller, todos nós podemos mudar nossos hábitos se começarmos a dizer “eu posso” no lugar de “não dá”.

3. Luz! – Deus disse: “Seja a luz!”, portanto, seja a luz. Gênesis. Deixamos de viver no sol e nos enfurnamos em escritórios mal iluminados. Enquanto temos até quinhentos-seiscentos lumens na maioria dos escritórios, precisamos de pelo menos mil, de acordo com o especialista em terapia da luz, Michael Terman, da Universidade de Columbia. Então, procure trabalhar em um ambiente adequadamente iluminado, sob pena de sofrer de depressão inexplicável. Se essa possibilidade inexiste, pelo menos use uma iluminação adicional em sua mesa.

4. Arrume seu espaço – A verdade é que organizar as coisas ao seu redor é um poderoso meio para facilitar a atividade mental e liberar a energia para focar no que é preciso fazer. A razão é simples: para nos achar em ambientes desorganizados, é necessário um esforço mental constante (mesmo que não consciente) para saber onde cada coisa se encontra. Esse investimento é inócuo e desnecessário.

Outro fator importante para aumentar nossa energia mental é o visual das coisas. A estética, que tem um forte apelo no mundo moderno, tem grande influência em como nos sentimos. A harmonia das cores, dos móveis, dos utensílios, ordenados estética e funcionalmente, com uma bela decoração, cria um outro astral que impacta em nossa energia mental e emocional. O ambiente está sempre lá, dialogando com nosso ser.

5. Ligue! Como a música acessa tantos centros em nossa mente, ela tem um profundo impacto em nossa vida física e emocional, sendo requisito para o sucesso. Pesquisas feitas na Temple University, na Filadélfia, mostram que 20 minutos de música chegam a aumentar substancialmente o IgA, um anticorpo que protege o corpo contra doenças. Por sua vez, Charles Levintal comprovou que ouvir música libera endorfinas, além de poder aliviar a dor e induzir certa euforia.

6. Desligue! Da mesma forma que a música é bem-vinda, o barulho não. Isso ocorre porque o ruído obriga nosso cérebro a tomar decisões cognitivas, como detectar, identificar e interpretar os sons, desviando a nossa atenção do que estamos fazendo. Leve em consideração o barulho de fundo quando você vai escolher onde trabalhar ou morar, em que mesa irá sentar-se, se vai andar de carro com a janela aberta ou fechada.

7. Respire! Ar puro, claro. Não só isso: o ar frio e seco nos mantém espertos, enquanto o quente e úmido nos deixa lentos e sonolentos. Estudos mostram que temperaturas mornas podem reduzir nosso raciocínio lógico em 30%. Procure deixar a temperatura ambiente no equilíbrio entre ficar ligado e passar frio. Você pode até ter em seu ambiente de trabalho equipamentos para purificar o ar, que também ajudam muito.

8. Sorria! Sorrir é importantíssimo, mas manter o alto-astral é ainda mais importante. O baixo-astral está associado ao tédio, à preguiça, à sonolência, ao medo, ao nervosismo, à agonia, à irritação, à culpa, ao desdém, à hostilidade e aos pensamentos negativos. Já ter alto-astral significa que a pessoa tem entusiasmo, disposição, sublimidade, calma e relaxamento. Na verdade, o auto-astral de uma pessoa é o ?pano de fundo? para seus pensamentos.

Para saber mais: Quem mexeu na minha vida?, de Jimmy Cygler (Ed.Alegro).

Conteúdos Relacionados

Dica número 1 de liderança em vendas

Volta e meia recebo perguntas como esta: “Raul, se você pudesse me dar só uma dica sobre como ser um gestor melhor, qual seria?”

Procuro evitar responder questionamentos como este porque eles costumam vir de alguém que está procurando um atalho ou uma pílula mágica, mas a verdade é que sempre existe mais de uma opção para resolver um problema ou desafio – por isso mesmo, buscar uma única ferramenta milagrosa raramente traz os melhores resultados.

Continuar lendo
Rolar para cima