A capacidade de conquistar o melhor

Até meus 18 anos eu era uma verdadeira ?filhinha de papai?. Tinha tudo na mão de forma muito fácil, roupas, calçados da moda, enfim, todos os desejos eram realizados pelos meus pais. Mas tudo mudou com a morte da minha mãe. Em seguida, meu pai casou-se de novo deixando-me sozinha e despreparada para a nova vida. Até meus 18 anos eu era uma verdadeira ?filhinha de papai?. Tinha tudo na mão de forma muito fácil, roupas, calçados da moda, enfim, todos os desejos eram realizados pelos meus pais. Mas tudo mudou com a morte da minha mãe. Em seguida, meu pai casou-se de novo deixando-me sozinha e despreparada para a nova vida. Fui morar na casa de meu irmão, recém-casado, e fui dormir em um quarto fora da casa, pois não havia espaço em sua casa. Nesse momento, dependia totalmente da boa vontade de meu irmão e cunhada, mas os problemas só estavam começando. Passei no vestibular, em uma faculdade particular, iniciei sem ter condições de pagar. Porém, quando temos a certeza de que somos especiais e que o tempo é o nosso aliado, encaramos os desafios. E foi exatamente assim, nessa época, que alunos e professores foram para as ruas reivindicar a estadualização da faculdade para a qual eu havia sido aprovada e eu fui junto, obtivemos sucesso, não precisei pagar nem a primeira mensalidade. :

A partir desse momento, minha vida foi cheia de superações e conquistas, mudando de casa e de cidade praticamente umas cinco vezes ao ano, passei fome, chorei muitas noites nas repúblicas em que morei. Foi então que consegui um emprego como professora em uma escola APAE. Terminando a faculdade de Pedagogia, passei em um concurso municipal e professores de 1ª a 4ª serie na cidade de Nova Londrina. :

Em 1996 passei em outro concurso do Estado, trabalhando como professora do magistério e, por fim, como orientadora educacional. No ano de 1997, casei e tive dois filhos lindos. Nesse mesmo ano, terminei minha pós em Psicopedagogia. Em 2000, matriculei minha filha em uma escola mantida por uma associação de pais. :

Naquele momento, estava insatisfeita com os rumos que a educação vinha tomando e resolvi fazer uma proposta de compra da escola da minha filha que, na época, só tinha duas salas de aula e uma secretaria, 57 alunos e um fluxo de caixa no vermelho. A proposta foi aceita e no mesmo ano assumi como diretora, pedindo exoneração dos concursos. Com mudanças no aspecto físico e no quadro de professores consegui pagar a metade da escola; a outra metade, chamei meu irmão para ser meu sócio. :

Em 2001, construímos uma nova escola, ampliando a modalidade de ensino. Hoje, temos 304 alunos em nosso colégio, oferecemos de educação infantil ao ensino médio, há 14 salas de aula, laboratório de informática e de ciências, biblioteca, quadra de esportes, além de outras instalações, isso tudo equivale uma área construída de 1.100m2. Sou uma pessoa totalmente feliz e realizada porque acredito que todos temos uma missão aqui na Terra e que tudo pode acontecer desde que tenhamos força e perseverança para lutarmos. :

Meu crescimento acontece a cada dia, tenho me aprimorado muito para exercer minha função de diretora com a melhor capacidade possível e as revistas Motivação, Gestão, Mestre e também Liderança têm me auxiliado muito nesta busca. Desta forma, acredito ter superado todos os obstáculos que surgiram em meu caminho e ser mais forte para enfrentar aqueles que virão. :

Lorena Aparecida Chiodelli Zorzi é diretora e sócia-proprietária Colégio Pequeno Príncipe ? Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio, em Nova Londrina ? Paraná. ?Nunca subestime o poder de mudar a si mesmo? ? H. Jackson Brown

Conteúdos Relacionados

Dica número 1 de liderança em vendas

Volta e meia recebo perguntas como esta: “Raul, se você pudesse me dar só uma dica sobre como ser um gestor melhor, qual seria?”

Procuro evitar responder questionamentos como este porque eles costumam vir de alguém que está procurando um atalho ou uma pílula mágica, mas a verdade é que sempre existe mais de uma opção para resolver um problema ou desafio – por isso mesmo, buscar uma única ferramenta milagrosa raramente traz os melhores resultados.

Continuar lendo
Rolar para cima