A insatisfação move montanhas

Que a sua insatisfação sirva para incentivar a sua criatividade! “Mostre-me um indivíduo completamente satisfeito e eu lhe mostrarei um fracassado”. Quem disse essa frase sabia das coisas. Muito do que somos hoje, devemos a esse homem: Thomas Edison. Se você não estiver lendo este artigo em uma praça, à luz do sol, mas em casa, trate de agradecer a ele, que entre tantos inventos criou a lâmpada elétrica. Mas qual princípio de vida movia Thomas Edison? A insatisfação, convertida em ação, por sua vez convertida em uma produtividade tamanha que o sagra até hoje como recordista mundial em patentes registradas: 1093 inventos estão registrados em seu nome.

A insatisfação que movia Edison é o motor do profissional criativo, seja ele de qual área for. Sua persistência o fez realizar mais de nove mil experimentos no aperfeiçoamento da lâmpada elétrica. Achou pouco? Que tal falarmos em mais de 50 mil tentativas para inventar a pilha de bateria? A perseverança de Edison demonstrou claramente que a insatisfação é o que move montanhas, não aquela fé letárgica, passiva, que coloca toda a responsabilidade de nosso sucesso em uma decisão unilateral de Deus.

Deus está ocupado demais com terremotos, guerras, tsunamis, crises aéreas, mensaleiros e outros problemas mais sérios para ter de nos colocar em movimento. Movimento é algo que somente nós podemos fazer por nós mesmos. Logo, é urgente que desenvolvamos a mesma atitude de Thomas Edison, principalmente frente aos fracassos. Certa vez, questionado por um assistente sobre a razão de persistir tanto na busca de um filamento mais resistente para a lâmpada, já tendo “fracassado” centenas de vezes, Edison deixou claro que não havia falhado em nenhuma. Havia, sim, descoberto centenas de coisas que não funcionavam para chegar, enfim, àquela que funcionaria.

Ser insatisfeito não significa necessariamente ser o chato da turma, mas o mais persistente. Significa colocar em prática outra máxima do gênio Edison, que descrevia o criativo como 1% de inspiração e 99% de transpiração.

Quando perguntarem se você está satisfeito, belisque-se antes de responder. Se ainda doer, diga que não. Quando concordamos, a probabilidade de estarmos mortos é grande. E acenda uma vela, ou melhor, apague todas as lâmpadas de casa antes de dormir, em homenagem a Thomas Edison.

A insatisfação move montanhas.

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima