Como aplicar com sucesso uma dinâmica de grupo – GV n. 294

Líderes, mais cedo ou mais tarde, vão ter de fazer apresentações para suas equipes. Pode ser um treinamento (recomendo o Treinamentos VendaMais, em que o líder recebe o material completo para tal finalidade), para resolver uma falha da equipe, potencializar uma boa técnica, ou simplesmente uma reunião na qual será feita uma dinâmica.

 

Mas gerentes despreparados, ao fazerem isso, podem colocar em risco muitas coisas: a própria dinâmica, o respeito da equipe, a confiança, etc. Sem falarmos no desperdício de tempo, já que o objetivo não vai ser atingido. Por isso, desenvolvi sete passos para ajudá-lo a cumprir essa tarefa da melhor forma possível e realmente promover mudanças e melhorias na equipe.

 

Antes da reunião

  1. Escolha uma atividade que é boa para o seu time – A melhor dinâmica pode se tornar a pior experiência quando não se tem um objetivo claro. Por que gastar tempo, dinheiro e esforço em uma atividade na qual você não pode identificar uma razão ou um resultado? Se quer melhorar a eficiência e a união do seu time, você precisa selecionar dinâmicas que lhe trarão os resultados esperados.Comece com um objetivo claro em mente: o que, especificamente, você quer que o seu time aprenda ou melhore? Esse objetivo deve ser:
    • Relevante e aplicável ao seu time.
    • Possível de ser reforçado após a atividade.
    • Relacionado com o dia a dia no trabalho.

 

Nunca planeje realizar apenas uma dinâmica de grupo, como um evento isolado. Pense nessas atividades dentro de um contexto como um dos passos que a sua equipe irá dar na direção da melhoria constante.

 

2.  Prepare-se para o encontro – Tenha certeza de que você está preparado para que todos tenham uma ótima experiência e não ocorra desastre algum. Leia (e entenda) várias vezes a atividade que será aplicada: esteja certo de que você sabe exatamente o quê, em que momento, o porquê e como tem de acontecer. Visualize mentalmente o desenvolvimento das atividades.

 

Reúna os materiais necessários para a dinâmica, assegure-se de que eles funcionam e tenha sempre um pouco de material extra como garantia. Pratique o que você dirá quando iniciar a dinâmica: a melhor maneira de fazer isso é explicá-la para um colega seu. Se ele não entender muito bem, mude a forma de apresentar, inclua outras informações, etc. Faça isso até que a explicação esteja clara.

 

Arrume o local antes de as pessoas chegarem e tente antecipar problemas. Visualize a atividade acontecendo com a equipe e pergunte-se: “O que poderia dar errado?”. Tente prevenir o que for possível, mas esteja preparado para que, caso problemas aconteçam, você possa solucioná-los de maneira rápida e eficiente.

 

A reunião

3.  Explique a atividade para o grupo– Uma rápida introdução pode fazer toda a diferença no sucesso de uma dinâmica de grupo. Recepcione o time com entusiasmo e otimismo: um sorriso ou um simples comentário positivo pode ajudar a equipe a saber que vocês estão ali para fazer algo interessante e construtivo.

      

Resuma a atividade, dê uma rápida explicação do que está planejado para que o interesse de seu time seja despertado, e explique o porquê de estar fazendo aquela atividade, compartilhando o objetivo dela. Fale as regras ou os passos que deverão ser seguidos e faça o time acompanhar, por exemplo: se a dinâmica pedir que o grupo seja dividido em dois, faça essa divisão antes de continuar a explicação. De preferência, distribua os materiais após ter terminado a explicação: se você distribuir antes, corre o risco de distrair os participantes.

 

4.  Confira o entendimento antes de começar – As pessoas geralmente não fazem perguntas, mesmo estando com dúvidas. Por isso, dedique um tempo antes de começar a dinâmica para perguntar a todas as pessoas quais são as dúvidas e que outras informações você pode fornecer para melhorar o entendimento delas.

 

Uma boa técnica para certificar-se de que as pessoas entenderam é fazer perguntas sobre a própria atividade, por exemplo: “Quantos minutos temos para completar a atividade?” ou “O que acontece se um dos balões estourar?”.

 

5.  Realize a atividade – Uma vez que a atividade tenha começado, preste atenção se os participantes estão seguindo as regras, mas você não precisa ficar em cima conferindo se tudo está exatamente onde deveria. Dê espaço para que o grupo se lembre dos passos e das regras. Caso eles estejam se afastando disso, então você pode interferir.

 

Incentive o grupo durante a atividade. Frases como: “Vocês estão indo muito bem!” ou “A dinâmica já está funcionando!” com certeza irão motivá-lo a continuar o processo com entusiasmo. Esteja disponível para esclarecer as dúvidas que possam surgir durante a atividade e tenha sempre papel e caneta em mãos para anotar algumas coisas durante a dinâmica (situações que talvez você queira comentar no fechamento da atividade).

 

Não pare a atividade, a menos que o controle seja perdido: do contrário, deixe a dinâmica correr o seu curso, mas, se ela for cronometrada, confira o relógio constantemente e avise os participantes do tempo que lhes resta.

 

O fechamento

6.  Feche a atividade – O fechamento é o momento mais crítico de uma dinâmica, pois é nele que se faz a ligação entre o que todos experimentaram e a vida real. Se não for feito ou for realizado de maneira incorreta, o que foi aprendido praticamente se perderá em poucos dias. Mas, se o fechamento for feito corretamente, a experiência e as lições da atividade ficarão com as pessoas indefinidamente.

 

Faça perguntas sobre a atividade, por exemplo: “Que tipo de aprendizado você tirou?”. Questione individualmente e esteja aberto a todos os tipos de respostas. Não julgue nem espere respostas certas ou erradas. Cada pessoa tira um entendimento diferente de uma mesma experiência. Mas procure pela homogeneidade nesse aprendizado, levando os comentários para o objetivo que você queria que fosse atingido.

 

Tente não exigir a resposta de uma pessoa específica: sinta-se à vontade com o silêncio. Faça a pergunta e conte mentalmente até dez. Eventualmente, alguém vai responder. Lembre-se ainda de que é a primeira vez que as pessoas estão pensando sobre a pergunta feita e, por isso, podem precisar de alguns segundos para formular a resposta.

 

Mesmo que a atividade não aconteça exatamente como você gostaria, a maioria das pessoas aprende alguma coisa: não importa o que aconteça, sempre questione a si mesmo e ao seu grupo sobre o que pode ser aprendido com a experiência. As respostas podem até incluir o que pode ser melhorado na realização de reuniões futuras.

 

7.  Reforce o aprendizado para o trabalho – Com a sua ajuda, uma dinâmica pode continuar ensinando alguma coisa para os participantes, mesmo depois de ela já ter acabado. Aproveite para, nos dias seguintes à realização da atividade, relembrar sua equipe do que foi visto e aprendido. Use a sua criatividade para isso. Você pode, por exemplo, escrever bilhetes com algumas frases relacionadas à atividade e deixar em cima da mesa de cada participante, enviar por e-mail ou ainda reunir o pessoal na sexta-feira para fazer um rápido resumo do aprendizado.

 

Faça referências à atividade e às lições aprendidas frequentemente quando estiver fazendo coaching, dando feedback ou conduzindo outras reuniões: ao desenvolver suas atividades do dia a dia como líder, lembre-se sempre de fazer referências à dinâmica. Essa técnica, além de reforçar o aprendizado dos participantes, irá motivá-los para as próximas reuniões criativas. Ao ver você utilizar todo aquele aprendizado, as pessoas darão cada vez mais importância para esse tipo de atividade e estarão mais dispostas a colaborar.

 

Procure exemplos de pessoas que melhoraram alguma coisa devido à dinâmica, pois isso quantifica os resultados e mostra ao grupo que a mudança para melhor é possível. Esteja aberto aos feedbacks dados a você, treinador. Pergunte aos participantes, alguns dias mais tarde, que impacto a dinâmica teve em suas vidas, pois assim poderá planejar as próximas atividades.

 

Agora, você já tem algumas importantes dicas de como aplicar com sucesso uma dinâmica de grupo. Boa sorte!

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima