Como evitar o cansaço mental

O que fazer para ter a mente renovada?

Um dos fatores que mais afeta o desempenho do vendedor e do gerente de vendas é o cansaço mental. Ele se traduz na estafa do cotidiano, no estresse somatizado pelas perdas e árdua rotina de prospectar, conquistar clientes e mantê-los satisfeitos e, sobretudo, na necessidade de obtenção das metas e objetivos essenciais em vendas.

Muitas vezes me peguei sem vontade de levantar da cama para trabalhar, talvez você já tenha sentido isso. O que traz esse desânimo é a falta de objetividade no que há de bom pela frente. O foco nos problemas e nas barreiras nos tira o desejo de vencê-las, abate-nos.

Para evitar isso, é preciso ser maior que o problema e eliminar atitudes e comportamentos limitantes, pessimistas e modos ineficazes de fazer a venda. Se não deu certo antes, ótimo! Ainda está por vir o melhor. Sempre há um meio de se conquistar o sucesso.

Segundo Albert Einstein, a maior prova de insanidade é querer ter resultados diferentes fazendo sempre o mesmo. E posso lhe garantir que trabalhar demais não cansa a mente, ou você discorda?

Imagine aquele dia em que você se levantou cedinho, recorreu a um planejamento feito no dia anterior para prospectar clientes ou fazer vendas melhor elaboradas à clientela rotineira e pôs em prática novos argumentos e apresentações comerciais. O resultado foi excepcional, fez mais vendas, com mais lucro e melhores comissões.

Ao final do dia, chegou em casa bem cansado(a), mas com o sentimento de dever cumprido. Seu cansaço é físico ou mental? Você vai sentir vontade de ficar em sua cama no dia seguinte? Tenho certeza de que não. O estresse não é produto de muito trabalho, mas de muitas pendências e insucessos naquilo que fazemos. Para se livrar dele, seguem sete dicas poderosas:

 

  1. Procure ser maior que seus problemas, afinal você é o protagonista da sua história de sucesso. O problema lhe trará o contrário.
  2. Invente novos meios de falar, mude sua maneira de vender, sua abordagem e procure entender o que motiva seu cliente a comprar. Venda benefícios para marcar mais visitas ou conquistar mais clientes.
  3. Estude mais seus produtos e serviços e faça um mapeamento de oportunidades para cada perfil de cliente. Não trate todo mundo da mesma maneira, isso pode lhe proporcionar perdas – de tempo, de atenção do cliente e interesse em comprar.
  4. Coopere com o inevitável (esse é um princípio de vida ensinado por Dale Carnegie no livro Como evitar preocupações e começar a viver). Nem tudo dará certo e algumas coisas, quando estão erradas, ajudam-nos a melhorar e a fazer benfeito da próxima vez.
  5. Aceite-se como vendedor(a) e faça suas vendas com convicção. Chega de temer o contato inicial, pensar que está amolando os outros e agir com insegurança e de forma imprecisa. Um(a) profissional de sucesso tem brio, coragem, fome de resultados e faz seu trabalho com paixão e preparação.
  6. Influencie as pessoas a indicarem você, por isso se relacione bem. Quando um vendedor investe seu tempo ocioso em relacionamentos duradouros, encara clientes como seus amigos e melhores vendedores.
  7. Por fim, nunca deixe que uma derrota temporária (a falta de vendas em um determinado momento ou o excesso de esforço seguido de um baixo resultado) seja mais importante que sua capacidade criativa, motivadora e inspiradora. O ser humano é uma máquina poderosa de superação quando decide com convicção e paixão viver como tal.

 

Uma mãe na Flórida abriu a boca de um crocodilo para tirar seu filho e, aqui no Brasil, uma outra supermãe tirou seu filho debaixo da roda de um micro-ônibus escolar. Seria preciso entre quatro a oito homens para realizar esses dois feitos.

Reflita conclusivamente: você aplica sua força naquilo que realiza? Faz o que gosta? Ou ainda, gosta do que faz? Certamente, nunca dará margem ao cansaço se suas respostas forem positivas.

Conteúdos Relacionados

Dica número 1 de liderança em vendas

Volta e meia recebo perguntas como esta: “Raul, se você pudesse me dar só uma dica sobre como ser um gestor melhor, qual seria?”

Procuro evitar responder questionamentos como este porque eles costumam vir de alguém que está procurando um atalho ou uma pílula mágica, mas a verdade é que sempre existe mais de uma opção para resolver um problema ou desafio – por isso mesmo, buscar uma única ferramenta milagrosa raramente traz os melhores resultados.

Continuar lendo
Rolar para cima