Confira a entrevista com Lilly Paes Barreto, autora do livro: Os Bípedes Também Deixam Rastros.

A felicidade está ao nosso alcance. Vamos aproveitar tudo de bom que a natureza e a vida nos oferecem.

Sobre o que trata exatamente seu livro Os Bípedes Também Deixam Rastros? Qual seu público-alvo e a grande mensagem?

Esse livro é uma coletânea de textos inéditos. Aborda vários temas. O titulo da crônica que o intitula – “Como se livrar de um executivo incômodo”, conta histórias de bons executivos que foram demitidos devido a sua visibilidade e ciúmes profissionais do chefe. O meu público-alvo não se restringe a administradores porque  as histórias são autênticas e podem ser lembradas por qualquer  profissional.

Qual a primeira coisa que você gostaria que alguém fizesse ao terminar de  ler o livro? Por onde começar?

O livro pode ser lido aos poucos.  Ao terminar, gostaria que o leitor sorrisse ao se lembrar que ele próprio passou pelas situações descritas. Prestará, assim, mais atenção a suas atitudes.

Como você começou na área de Desenvolvimento Comportamental?

Sou professora e comunicadora. Publiquei crônicas, entrevistas, reportagens. Trabalhar com desenvolvimento comportamental  – palestras e oficinas –  foi uma consequência natural de meu trabalho como headhunter.

Referências

Quais são seus livros de negócios ou autores preferidos?

A minha leitura é eclética. Leio porque  gosto e aprendo. Não tenho autores preferidos, mas já li muito. Ultimamente, gostei muito do “Na toca dos  leões”,  sobre o w/Brasil e o mundo da publicidade.

Sobre Liderança

Qual é o maior erro que você nota nos líderes ao motivar suas equipes hoje em dia?

Não prestar atenção nas críticas e sugestões das próprias equipes. Outro erro é não perceber que às vezes não basta insistir em vender, é preciso fazer um recall  do  produto ou melhorar alguns aspectos.

Porque você acha que tantas reuniões e treinamentos são chatos ou improdutivos? O que poderia ser feito para melhorar isso?

Preparar uma agenda com duração razoável e enviá-la com antecedência  aos  participantes, evitando surpresas e controvérsias. Monitorar as reuniões para evitar excessos de piadas e histórias. Nos treinamentos, abordar situações simples e de fácil abordagem; os participantes perdem o interesse rapidamente.          

 Qual seu treinamento, palestra ou aula mais memorável, a que mais lhe marcou?

Uma palestra no ambiente luxuoso do banco central. O objetivo era transmitir uma visão positiva do futuro para os funcionários que provavelmente recomeçariam a vida e o trabalho em outras situações.

Qual a situação mais desastrosa ou engraçada que já ocorreu numa das suas palestras/eventos ou treinamentos?

Uma oficina sobre inteligência emocional na associação de  administradores de imóveis: não sabia manipular o power point, não me deram suporte e acabei trabalhando sozinha 12 horas em 3 dias, sem nenhum mérito.

Conselho: que grande conselho ou dica você daria para alguém que quer melhorar seus resultados no trabalho e/ou na vida, focando principalmente em Desenvolvimento Comportamental?

Melhorar o seu autoconhecimento, estudar sempre,  prestar atenção aos outros, escutar,  fazer um trabalho voluntário.

Algum último recado que queira dar aos nossos leitores?

A felicidade está ao nosso alcance. Vamos aproveitar tudo de bom que a natureza e a vida nos oferecem.

Informação de contato:


Lilly Paes Barreto é administradora de empresas, licenciada em letras: UFRJ, graduada em comunicação social, com habilitação em publicidade e propaganda. Planeja e realiza palestras e cursos in-company, de pequena duração, abertos, fechados e à distância, direcionados para: otimizar o trabalho do staff, obter uma qualidade melhor de vida e diminuir problemas de relacionamento.

 

Conteúdos Relacionados

Dica número 1 de liderança em vendas

Volta e meia recebo perguntas como esta: “Raul, se você pudesse me dar só uma dica sobre como ser um gestor melhor, qual seria?”

Procuro evitar responder questionamentos como este porque eles costumam vir de alguém que está procurando um atalho ou uma pílula mágica, mas a verdade é que sempre existe mais de uma opção para resolver um problema ou desafio – por isso mesmo, buscar uma única ferramenta milagrosa raramente traz os melhores resultados.

Continuar lendo
Rolar para cima