Correndo atrás do cliente – CV n.20

Refresque o sueco!

Tíquete-médio/Tangibilizando o benefício

 

A Ford na Bélgica realizou uma ação, criada pela a agência Ogilvy de Bruxelas, para promover a venda do Ford Fiesta Cool, uma série especial do Ford Fiesta, que vem com ar-condicionado de fábrica e custa o preço de um carro popular. Trata-se de um site em que ao entrar você se depara com um sueco chamado Kallen Hötson, que está preso em uma sauna. Então, ele começa a falar com você e o convida para participar de um jogo, que consiste em digitar palavras-chave que fazem com que ele se movimente e sue, gerando assim uma pontuação. Quando você alcança 300 pontos, o ar-condicionado do Ford Fiesta Cool é acionado e o sueco se refresca. Aquele que participa tem a possibilidade de ganhar estadas em hotéis com direito a massagens e outras coisas.

 

Dica Prática

Qual é a sua atitude quando você precisa promover a venda de um determinado produto? O exemplo da Ford na Bélgica chama a atenção, pois ela conseguiu aumentar seu tíquete-médio com um tipo de ação que tangibilizou o benefício de um determinado produto e, ao mesmo tempo, promoveu a interação entre o consumidor e a marca. Conheça o site e confira a qualidade das imagens e dos efeitos, além de se divertir.

 

Visite o site: www.doemezweten.be

___________

 

 

Que tal ler, comer, beber, aprender e se divertir em um único lugar?

Oceano Azul

 

Quando um novo tipo de negócio é criado, ele pode ser classificado como um Oceano Azul. Em São Paulo, para a alegria dos gastrônomos ou simpatizantes da gastronomia, foi inaugurado um local que reúne livros e a arte de comer. É uma livraria que vende apenas livros de gastronomia e ainda oferece um serviço de refeições, bebidas e doces, além de possuir um espaço exclusivo para aulas e eventos culinários. A principal característica desse negócio é que ele conseguiu ser algo inusitado porque foi segmentado, possui valor agregado, além de ser muito conveniente ao seu público.

 

 

Triplamente útil

Produto

 

Geralmente, quando falamos sobre um produto inovador nos referimos a aparelhos tecnológicos. Entretanto, o Babykeeper 3 in 1 prova que um objeto feito apenas com simples materiais pode ser de grande utilidade. Papais e mamães de plantão sabem a dificuldade que é acomodar seus bebês quando, por exemplo, você precisa utilizar um banheiro público e não tem onde deixá-los. O Babykeeper resolve esse problema. Ele ainda pode ser acoplado a carrinhos de supermercado, deixando a criança presa com segurança. E também pode ser colocado no seu ombro enquanto caminha, fazendo com que não seja necessário segurar o bebê com as mãos.

 

Dica Prática

Uma maneira interessante de agradar seu cliente é conhecê-lo – saber quem é, o que gosta e o que não gosta. Fazer pesquisas visando aprender sobre as preferências e necessidades do consumidor é um caminho para isso. O Babykeeper certamente solucionou os problemas de muitas mães, justamente por saber quais eram suas necessidades.

_____________

 

Tampa automática

Inovação

 

Essa idéia não está ligada a nenhuma empresa nem tem pretensões financeiras, mas certamente merece nossa atenção devido à sua origem. Um garoto norte-americano de nove anos, cansado de levar broncas de sua mãe por não abaixar a tampa do vaso sanitário, desenvolveu um dispositivo que levanta e abaixa a tampa do vaso automaticamente. A inspiração surgiu depois que ele observou o funcionamento de uma lata de lixo que tinha sua tampa controlada por um pedal. A invenção que não tinha ambição alguma, além de evitar broncas da mãe, já foi motivo de um convite para participar de um programa televisivo de jovens inventores, em que se espera que alguma empresa compre a idéia.

 

Dica Prática

Se um garoto de nove anos é capaz de desenvolver um produto inovador, você e a sua empresa certamente podem fazer o mesmo. O pequeno Jake provou que não existem limites para as boas idéias. O seu dispositivo certamente pode entrar na lista do “como não pensei nisso antes”.

 

 

Carro popular na Índia

Preço

 

Em janeiro, foi lançado o carro mais barato do mundo. A idealizadora foi a montadora Tata Motors, que criou o carro a partir de observações em seu principal mercado: a Índia. O carro será vendido a 3 mil dólares, cerca de 5,4 mil reais.

 

Entre as características que tornam o Tata Nano um carro de baixo custo está a redução das suas medidas: 52 cm menor e 14 cm mais fino se comparado ao antigo Ford Ka, motor de alumínio com dois cilindros, peso final de apenas 750 kg e a ausência de acessórios. Além do preço, o carro ainda tem outro benefício: o rendimento, pois o fabricante garante que o carro roda 20 km/l de gasolina.

 

Dica Prática

O diretor da empresa Ratan Tata atribuiu a criação do carro a observações no mercado que indicavam o pequeno poder de compra da maioria da população. E sua empresa? Ela tem observado o potencial dos clientes que, embora paguem pouco, respondem por uma grande parcela do mercado?

 

Visite o site: www.tatamotors.com

 

______________

 

 

Casamento no banheiro

Marketing de guerrilha

 

Para promover uma linha de papel higiênico, a Procter & Gamble criou em Nova York algumas ações inusitadas. A primeira foi a montagem de banheiros públicos para serem usados pelos transeuntes de uma das avenidas mais movimentadas da cidade, isso acompanhado de promotores caracterizados que recebiam as pessoas com música, clima animado e o banheiro limpo a cada uso.

 

A segunda foi a realização de um casamento dentro de um dos banheiros, que teve direito a vestido de noiva feito com papel higiênico, convidados, noivos, e muito mais.

 

Dica Prática

Crie ações assim para o seu público, em que o cliente entra no “mundo fantástico do seu produto” e tem uma grande experiência ao usar o que sua empresa produziu e vendeu.

 

Visite o site: www.charmin.com

 

Primeiro anúncio em jornal do Brasil

Valor agregado

 

Em 17 de setembro de 1808, foi veiculado o primeiro anúncio em mídia impressa do Brasil, que divulgava, na edição nº 02 da Gazeta do Rio de Janeiro, a venda de um conjunto de casas próximas a Igreja Santa Rita.

 

Segundo o pesquisador Nelson Cadena, o anunciante certamente não pagou nada pelo publicação do anúncio, pois os “reclames” da época eram gratuitos e exclusivos para assinantes.

 

Dica Prática

Há 200 anos, no tempo em que fazer mídia era igual a contratar um “mascate” para gritar seu anúncio em um calçadão, os donos de jornal sabiam que para atrair o assinante era preciso oferecer benefícios. Não se perca na história, crie e gere mais valor agregado para seus clientes.

 

Fonte: Almanaque da Propaganda

 

Visite o site: www.almanaquedacomunicacai.com.br/blog

 

______________

 

SUSTENTABILIDADE

 

Identificando os efeitos

 

Conscientizar as pessoas sobre a conseqüência do aquecimento global é uma tarefa difícil, mas essencial. E para realizar uma ação de conscientização de efeito, principalmente viral, é importante ter uma grande idéia, como fez a empresa Naga DDB na Malásia.

 

Ela imprimiu a imagem de uma cidade e seus prédios, todos abaixo d’água, como se a cidade tivesse sido completamente alagada e, após isso, colou essa imagem dentro de piscinas públicas freqüentadas por um grande número de malaios. Para completar o raciocínio, a empresa inseriu uma frase de alerta sobre o aquecimento global.

 

Dica Prática

Faça algo assim em sua empresa e no seu bairro. É importante que seus colegas e vizinhos percebam a importância da sustentabilidade no planeta.

 

 

ANTIGAS

 

A estratégia da Suvinil

 

No início, a Suvinil não tinha esse nome, a empresa se chamava Super, mas após uma ação de benchmarking, que levou a empresa a fabricar tintas à base de vinil, ela passou a se chamar Suvinil, levando o “Su” da palavra super e o “Vinil”, que se refere ao componente principal de suas tintas. Um dos motivos do sucesso da marca foi a estratégia adotada pela empresa, que consistiu em contatar os pintores para que fizessem testes e expusessem suas opiniões. Em pouco tempo, ela passou a fabricar as tintas do jeito que os pintores gostavam. O sucesso da marca chamou a atenção da alemã BASF, que comprou a empresa e consolidou a marca até hoje. 

 

Correndo atrás do cliente

 

Todo vendedor que se preze sabe que sem prospecção é impossível ser campeão. Rima à parte, muitas vezes fica difícil imaginar qual é a melhor forma de fazer isso. Se você tivesse de vender uma revista especializada em construção, o que faria para prospectar? A editora Camelot inventou uma forma inusitada da fazer isso. Ela colocou um carro circulando pelos bairros nobres de São Paulo a “caça” de caçambas de reformas, que normalmente ficam paradas em frente a prédios e residências. O objetivo da ação foi localizar os proprietários dos empreendimentos e, na seqüência, enviar cartas personalizadas da editora falando sobre a revista Reformar & Construir. Isso é que é correr atrás do cliente, não? 

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima