Dá para sorrir se o saldo bancário chora?

Encontre seu ponto de apoio diante das dificuldades financeiras

Novamente, vamos trabalhar um artigo baseado na solicitação de um leitor da Motivação que mandou uma bola redondinha (e vermelha) pronta para ser chutada para o gol. Ele questiona o seguinte: “Sabemos que o acúmulo de contas atrasadas, dívidas e saldo negativo são fatores que deixam os profissionais para baixo. Muitas pessoas que ficam no vermelho acabam diminuindo a energia, baixando a produtividade e, pior, continuam com problemas financeiros! O que fazer” Como manter a motivação quando se está com a conta bancária negativa?”.

Falta de dinheiro não pode gerar desmotivação

Eu poderia tentar resolver essa questão de uma forma bem simples, por exemplo, perguntando se quando alguém está com a conta no azul fica sempre motivado e entusiasmado, ou seja, conta no azul é garantia de motivação? A resposta é não! Por dedução, conta no vermelho é certeza de desmotivação? Por coerência a resposta também é não! Resolvido? Nem tanto. Vamos mergulhar um pouco mais nessa ingrata área das finanças pessoais, que deve afetar um em cada dois brasileiros economicamente ativos.

Somos seres holísticos e sistêmicos. Temos várias dimensões além da financeira que, na verdade, é a última em hierarquia dentre todas as outras. Primeiramente, vêm as áreas espiritual, familiar, mental, física, social, profissional e, por fim, a financeira – quase como uma resultante das demais. Digo isso porque finanças deveria ser uma consequência natural, e não causa para nada. Pois bem, o grande desafio de cada um é alcançar o equilíbrio entre todos os âmbitos, evitando que algum se descompense em relação aos outros. Pense que cada uma dessas dimensões é uma coluna do edifício chamado Você. Agora, imagine que existem algumas colunas mais altas e outras mais baixas. É evidente que assim iria gerar um grau de instabilidade no edifício, que aumentaria na proporção em que houvesse grandes diferenças de desenvolvimento entre elas.

Você precisa compreender que, mesmo a conta bancária (financeira) estando com saldo devedor, ainda é possível, a partir das outras dimensões, encontrar motivação suficiente para avançar. Na verdade, você deve encontrar esses motivos, caso contrário, dificilmente conseguirá trabalhar a dimensão financeira. E, para trabalhá-la, agora vamos conversar um pouco sobre esse desafio. Não vou entrar no aspecto das finanças pessoais, sugerindo que você corte as despesas ou substitua serviços e produtos. Deixo essa parte para os conselheiros financeiros, pois minha área é motivação. Se não fosse suficiente o fato de ter vivido essa realidade (conta negativa) que me levou a refinanciar um carro, vender outro, fazer empréstimo e me mudar para a casa da sogra, que foi a pior parte (risos), recentemente conheci uma pessoa que vivenciou essa realidade e a superou. Ela teve insucessos que a deixaram em uma condição muito difícil, mas algumas coisas ajudaram-na a superar a dificuldade:

  • Determinação para vencer na área profissional – Ela amava profundamente seu negócio e acreditava que veio ao mundo para fazer eventos.
  • Fé inabalável – Sempre teve a convicção de que nasceu para brilhar, ser abençoada e ser bênção.
  • Autoestima e um sólido senso de autorresponsabilidade – Acreditava que não merecia o que estava vivendo e sempre perguntou a si e aos próximos em que estava errando.

A jovem empresária acabou de realizar um grande evento, no qual deu a volta por cima e marcou um ponto de inflexão em sua curva descendente. Agora, ela segue para o sucesso pleno. Vivas! Quero chamar atenção para o fato de que, em momento algum, ela foi buscar fora de si as razões (motivações) para avançar sobre o problema.

Foram em três dimensões – a espiritual, mental e profissional – que ela encontrou seu ponto de apoio para manter o prédio em pé, enquanto, sorrindo, trabalhava para deter e repor sua conta, que estava no vermelho. É óbvio que ela contou com ideias, recursos e apoio de fora, mas foi de dentro que veio a força necessária para sua superação pessoal. E, se você está com a conta negativa, deve fazer o mesmo para superar essa dificuldade.

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima