Inspira ação

Sugestões e ideias para quem quer inovar e alcançar bons resultados

Os desafios enfrentados por profissionais e empresas na busca de competitividade e permanência (com sucesso) no mercado estão cada vez maiores. Competir em ambientes incertos, dinâmicos e complexos exige competência de quem se habilita a aproveitar as oportunidades.

Atualmente, algumas delas determinam o perfil das empresas e dos profissionais com mais probabilidade de vencer. São elas: habilidade e rapidez para aprender, convertendo conhecimentos em ações efetivas; humildade para admitir a necessidade de reinvenção; disposição para adotar novas tecnologias e determinar processos internos que melhorem a eficiência; e foco permanente em resultados.

É necessário desenvolver um modelo de trabalho para sobreviver às turbulências do mercado e adquirir vantagens competitivas. Caso não haja capacidade para criar e/ou inovar, é necessário ter humildade para copiar. Quando se fala em cópia, deve-se entendê-la como o caminho das boas práticas, do benchmarking e do aprendizado. Enfim, às vezes não é necessário “reinventar a roda”.

Por esse motivo, a partir desta edição, começaremos a citar exemplos de quem está inovando e alcançando bons resultados.

Inspira ação 1

Uma ótima ideia na hora de atender com excelência (e que já vivenciei) é determinar uma sequência de etapas a serem cumpridas, a fim de construir uma experiência de compra diferenciada. Vender é uma técnica que exige planejamento, aprendizado e repetição para ser bem-sucedida.

Quando uma rede de lojas consegue estabelecer esse padrão de comportamento na equipe, ela estabelece um DNA, uma identidade, e isso causa impacto junto ao cliente. Ao estar em contato com a marca, o cliente acredita que terá acesso a determinados procedimentos, cuidados ou, até mesmo, mimos.

Para chegar a esse ponto, a empresa pesquisou, identificou o que poderia ser feito, explicou e reforçou benefícios, treinou colaboradores, acompanhou a manutenção do padrão, reconheceu e premiou aqueles que colaboram positivamente.

Inspira ação 2

Às vezes o trabalho no varejo e/ou em serviços se torna estressante pela rotina, pelos constantes desafios e pelas exigências de excelência. Nesse momento, a gestão deve lançar mão de alguma ferramenta, com o objetivo de garantir a correção ou a melhoria da performance da equipe.

Um excelente exemplo é propor jogos e competições para a equipe. Jogos que façam que ela queira jogar e ganhar. Competições elaboradas de forma profissional, elevando a produtividade e melhorando o moral da equipe. É como se todo dia tivéssemos um motivo diferente e importante para produzir mais e melhor.

Para incrementar seus resultados, uma determinada empresa resolveu adotar esse tipo de ferramenta como rotina em seus PDVs, criando um ambiente mais motivador para colaboradores e mais descontraído para os clientes.

Esses são alguns insights, algumas dicas do que podemos fazer para agir proativamente e melhorar nossos níveis de produtividade. Mais e mais ideias virão, entretanto uma coisa é importante: não basta somente se inspirar, é necessário agir!

Boas vendas e muita paz!

Conteúdos Relacionados

Dica número 1 de liderança em vendas

Volta e meia recebo perguntas como esta: “Raul, se você pudesse me dar só uma dica sobre como ser um gestor melhor, qual seria?”

Procuro evitar responder questionamentos como este porque eles costumam vir de alguém que está procurando um atalho ou uma pílula mágica, mas a verdade é que sempre existe mais de uma opção para resolver um problema ou desafio – por isso mesmo, buscar uma única ferramenta milagrosa raramente traz os melhores resultados.

Continuar lendo
Rolar para cima