Motivação contra rigidez

Combata a rigidez em sua vida. Encontre a motivação que precisa para aumentar suas vendas e vencer pessoal e profissionalmente É comum encontrarmos pessoas dispostas a zelar pela saúde física. Elas dedicam parte do seu tempo se prevenindo de possíveis doenças. Conscientes do seu papel, fazem sua parte, enquanto outras deixam na mão dos especialistas a solução da sua saúde. É bom lembrar que a competência dos outros nem sempre salva nossa vida.

Para muitos, está faltando competência para administrar e prevenir futuras doenças. Isso explica a grande incidência de morte por problemas cardíacos. Sem nossa interferência consciente, as artérias vão aos poucos obstruindo nossa vida. E o que contribuiu para essa obstrução? Querem saber? Pois bem, a maior parte pode ser atribuída, como causa principal, à rigidez.

Rigidez, segundo dicionários, é definida como dureza, tensão, rigor e aspereza. Isso significa que ela é o oposto da flexibilidade. A maioria das pessoas pode ser considerada rígida e, nesse caso, não importa o grau de instrução, a classe social, nem o cargo que ocupa. Esse dado é alarmante à medida que sabemos que o grau de rigidez de um indivíduo determina o grau de relacionamento que ele tem com o mundo e, por conseqüência, consigo mesmo.

O interessante é a relação direta que existe entre saúde física e postura de vida. Sabe-se que uma das grandes causas de morte no mundo é a aterosclerose. Uma doença inflamatória crônica que evolui com a formação de placas de gordura que vão se instalando aos poucos nas paredes das artérias, comprometendo o cérebro, coração, os rins, membros superiores e inferiores.

As artérias vão perdendo sua flexibilidade, tornando-se duras e rígidas. Vários são os fatores de risco, entre eles destaco a vida sedentária e o estresse emocional. A rigidez, portanto, é um péssimo sinal. O corpo grita em forma de doença, denunciando a postura rígida que mantemos em relação à vida.

Portanto, viva a flexibilidade. Viva as pessoas com motivação suficiente para lerem os novos tempos. Estamos numa época em que a saúde e o trabalho estão interligados. A flexibilidade é o antídoto contra a rigidez. Precisamos dela nas artérias e na vida.

Nas empresas, encontramos muitos motivos para o entupimento de artérias.Tudo é sempre muito urgente, mais que o corpo consegue suportar. É lógico que ele não resmunga, nem reclama, o que faz é adoecer. E, às vezes, é tarde demais para qualquer possibilidade de mudança, pois o tempo cansa de nos dar tempo e então envelhecemos antes do esperado.Isso é tão intenso que chegamos a ponto de nos atrofiarmos.

O interessante é que, na maioria das vezes, somos responsáveis pelo que fazemos ao nosso corpo e, portanto, ao nosso destino.

Em todo processo de limpeza, somos obrigados a jogar fora o que pesa, nos enferruja, limita e, finalmente, o que nos absorve a ponto de nos tornarmos rígidos e doentes. Por esse motivo, devemos fazer de tudo para flexibilizar a vida. Dessa forma, as artérias ficarão flexíveis também e, em silêncio, elas nos permitirão mais tempo de vida.

A rigidez impede que absorvamos o melhor da vida. Flexibilizar, portanto, é um ato que acena para uma vida longa na qual o bem estar é um compromisso diário! Diga não à rigidez, diga sim à vida!

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima