O desafio dos vendedores diante da revolução digital

Como utilizar a revolução digital a seu favor?

O mundo hoje caminha em uma velocidade impressionante – a tecnologia disponível cria cenários em constante transformação, compostos de inúmeras empresas, poderosos consumidores e, claro, os “novos e velhos” vendedores; todos tentando se adaptar a tal contexto, marcado pela variedade de produtos, clientes cada vez mais exigentes e crescente competitividade.

O ciclo de vida atual dos produtos é muito curto e os formatos de comercialização característicos da era digital são o e-commerce e sua derivação, o social commerce. O primeiro foi iniciado pela evolução tecnológica, dando origem aos e-consumidores, e o segundo foi impulsionado pela adesão desses novos consumidores às redes sociais e o poder que essa união representa.

Esse consumidor tem um alto grau de conhecimento sobre qualquer produto ou serviço pela acessibilidade à internet, é bastante crítico devido ao compartilhamento de opiniões e informações nas redes e preza pela agilidade e objetividade geradas pela escassez de tempo. A conquista de um cliente nesse mundo moderno tornou-se um grande mérito – e também um imenso desafio.

Para alcançá-lo, profissionais da área comercial conectados a esse “admirável mundo novo” e dispostos a utilizar as tecnologias digitais como aliadas para a concretização das vendas poderão seguir em frente e chegar ao sucesso, aproveitando o momento para evoluir também em seus processos tradicionais.

Os profissionais dessa nova realidade de mercado têm em mãos grandes possibilidades, bastando, muitas vezes, apenas alguns cliques para acessá-las. Mas como utilizar todas essas ferramentas a favor do aumento nas vendas? Seguem algumas dicas:

  • Informe-se sobre segmentos através dos veículos de comunicação on-line, preparando-se melhor para as conversas e negociações com os clientes sobre o mercado.
  • Consulte sites de comércio eletrônico para acompanhar os itens mais vendidos, conhecendo os produtos em alta no interesse dos consumidores para serem explorados em futuras vendas.
  • Avalie as experiências dos consumidores com marcas e produtos concorrentes através dos sites de reclamação, entendendo melhor as vulnerabilidades da concorrência e enaltecendo os pontos fortes de sua marca a respeito.
  • Conheça melhor seus clientes através dos sites corporativos e perfis nas redes sociais, aprofundando a abordagem de vendas e encontrando identificação com as preferências dos consumidores, agora expostas nesses ambientes.
  • Crie perfis em redes sociais com foco na área corporativa, como o LinkedIn, aumentando seu network e encontrando novas oportunidades de trabalho através dos canais sociais.
  • Aproveite as facilidades da web para realizar cursos de aperfeiçoamento e capacitação on-line na área de vendas, muitos deles gratuitos e com total flexibilidade de horários.

Envolver-se diretamente com as novas ferramentas pode beneficiar todos com o aumento do fluxo de vendas e, portanto, os profissionais da área devem estabelecer novos parâmetros a respeito delas. Estratégias digitais – como publicidade on-line, sites de compras coletivas, SEO e SEM, e-commerce e diversas outras ações utilizadas pelas empresas – devem ser vistas como forças complementares, e não concorrentes ao trabalho do profissional, já que fortalecem a marca e facilitam a encontrabilidade de produtos e serviços.

Por isso, a equipe de vendas não deve se colocar à parte desse processo, e sim usar esses mecanismos para reforçar o grande diferencial que as vendas individualizadas e consultivas trazem aos clientes. Acompanhar a evolução digital e tirar o maior proveito dela é o melhor caminho em busca de conhecimento e novas formas de atuação.

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima