O pulo do gato

De vez em quando ainda encontro alguém que, ao final da palestra, vem me perguntar: “Raúl, afinal de contas… qual é o segredo do sucesso? Qual é o pulo do gato?”.

No começo isso me incomodava muito porque eu não sabia a resposta, e achava que era algo que devia saber. Com o passar dos anos, descobri que na verdade a pergunta é que está errada. Não existe o pulo do gato, e quem está procurando está perdendo tempo valioso que poderia ser investido de forma muito mais útil e produtiva mudando o foco da questão.

Sei que parecerá redundante, mas antes de tudo você tem de gostar muito do que faz, porque caso contrário, sua vida vira um inferno em pouco tempo. Não digo gostar do que faz por uma simples questão de prazer egoísta, mas sim porque existe um mundo de diferença entre alguém que realmente sente prazer e se importa, e alguém que está ali apenas por obrigação. Dá para sentir isso no olhar, na voz, no nível de energia.

Dificuldades certamente surgirão – de onde você vai tirar energia para superá-las? Alguém que gosta do que faz é naturalmente mais persistente, e sabemos que a persistência é atributo fundamental do sucesso. Seu desejo de conseguir algo deve ser mais forte do que a relutância de fazer as coisas difíceis que toda conquista exige. Por isso é tão importante saber, de maneira clara e específica, que objetivos você quer atingir – e porquê. O que nos traz a algo fortemente relacionado ao prazer – a missão, o propósito.

As pessoas que têm uma missão não desistem diante de qualquer dificuldade. Pessoas com uma missão clara e senso de propósito também acordam motivadas e assim permanecem o resto do dia, porque sabem que estão realizando algo que vale a pena.

Essa motivação não vem do dinheiro – na imensa maioria dos casos, o dinheiro vem como conseqüência de um trabalho bem realizado. De agregar valor de alguma forma, de ser útil. Trabalhar por dinheiro às vezes é uma obrigação de curto prazo, mas é sempre uma péssima decisão a longo prazo. O dinheiro é um grande servo mas péssimo mestre – acaba virando um tirano. Raramente você cresce como pessoa quando só busca dinheiro, por isso é tão comum pessoas ricas terem uma sensação de fracasso e de falta de realização pessoal. Todos temos um vazio interior que deve ser preenchido, e quem busca preenchê-lo com dinheiro acaba mais vazio ainda.

Quer melhorar sua auto-estima? Quer sentir-se bem? O conceito de utilidade ajuda em várias áreas da vida. Você anda tendo trabalho para tomar algumas decisões? Então considere cada uma das opções disponíveis em termos de utilidade.

Pessoas que são úteis têm sucesso e dias recompensadores com freqüência. Trabalhar é agradável para quem é útil. Você quer ser importante? Quer ter sucesso e ser respeitado? Então seja útil. Como você poderia ajudar ainda mais pessoas? Como você poderia ser ainda mais útil? Quanto mais valor você criar, mais valor receberá de volta.

Se existe alguma dica que pode ser definida como “o pulo do gato”, o segredo do sucesso, então pense em termos de utilidade. Se você for útil – para seus colegas, para seus clientes, para sua empresa, para seu país, com certeza será sempre um sucesso, e nunca lhe faltarão oportunidades nem chances de crescimento.

Confúcio disse que quem encontra algo que gosta nunca mais trabalha um dia na vida. Encontre algo que você goste de fazer, que seja útil e valorizado, e você vai descobrir finalmente qual é o pulo do gato.

Conteúdos Relacionados

Dica número 1 de liderança em vendas

Volta e meia recebo perguntas como esta: “Raul, se você pudesse me dar só uma dica sobre como ser um gestor melhor, qual seria?”

Procuro evitar responder questionamentos como este porque eles costumam vir de alguém que está procurando um atalho ou uma pílula mágica, mas a verdade é que sempre existe mais de uma opção para resolver um problema ou desafio – por isso mesmo, buscar uma única ferramenta milagrosa raramente traz os melhores resultados.

Continuar lendo
Rolar para cima