O que é preciso para inovar?

O que é preciso para inovar?

Vamos simplificar o que é inovação? Todo especialista tem uma definição para algo que estudou, conhece-o profundamente e o defende com unhas e dentes. Mas, às vezes, uma coisa que não precisa de muito rodeio para chegar à conclusão se torna complexa. É assim quando o assunto é inovação. Corremos o risco de ficarmos falando sem sermos práticos.

 

Inovar é produzir algo novo, encontrar um novo processo, renovar. Fácil, não é mesmo? Sim. O grande desafio é como chegar ao novo, e aqui estamos falando de duas coisas: cultura empresarial e pessoas. Uma das empresas mais inovadoras do mundo, a 3M, dá aula quando o assunto é inovação. A reputação da companhia é reconhecida no mundo todo pelos seus mais de 20 mil produtos que mudaram a vida das pessoas, a maioria fruto de estudos científicos, de observação do consumidor ou por puro descuido mesmo, como o caso do post-it, que era uma cola que não colava e se tornou um produto com faturamento anual de US$2 bilhões.

 

No caso da 3M, eles chegam à inovação graças a um tripé muito bem sedimentado: segmentação, pessoas e liderança. É preciso ter foco máximo no que se está propondo e possuir pessoas capazes de inovar. O que significa selecionar os melhores naquilo que fazem e dar liberdade para eles criarem, errarem e acertarem. Isso faz parte da cultura da empresa. Ela precisa propiciar a inovação formando líderes e dando autonomia para criarem o novo.

 

Ao contrário do que muita gente pensa, a inovação pode estar em pequenos detalhes ou em grandes investimentos. O sucesso, entretanto, é para poucos. Segundo estimativa de especialistas, a cada 3 mil ideias, apenas uma gera resultados positivos. Inovar só faz sentido se tiver impacto positivo na vida das pessoas. A Cultura de Inovação 3M dá importância à qualidade, ouve o cliente, tem uma visão de excelência em tecnologia e dá liberdade individual para criar. Aqui está o caminho que você pode seguir: foco na qualidade e no cliente são fundamentais sempre. Em todos os mercados.

 

O modelo de gestão da inovação da 3M é comprometido com o longo prazo. Para a empresa, inovação não é apenas produto, e sim um modelo de negócios. No mantra da companhia, inovação sustentável requer uma cultura intrínseca à empresa. Na 3M, há uma ampla rede de conhecimento interno que proporciona a inovação, com fóruns e encontros permanentes envolvendo todos os stakeholders da marca. O marketing, além de desenvolver produtos, é responsável por levar insights para toda a companhia.

 

Quando o assunto é produto, pode-se inovar na embalagem e multiplicar as vendas constantemente. É o caso da Heineken, que criou o Draught Keg Heineken, um barril de cerveja de cinco litros com sistema inteligente de pressão interna, semelhante a um barril de chope. A embalagem virou mania entre os jovens que levam o produto para a praia e festas. A margem de lucro da nova embalagem está entre as mais altas da empresa.

 

E é para isto que a inovação serve: gerar lucros maiores. Com um produto novo, diferenciado, você sabe que pode cobrar mais por ele. Por isso, nunca foi tão importante se diferenciar no mundo de mesmices em que vivemos hoje. Esse é o único caminho que você tem não só para aumentar o lucro, mas para sobreviver no mercado, porque, se você não inova, seu concorrente sai na frente.

 

10 mandamentos para promover a inovação, segundo a 3M:

 

  1. 1.   Reconheça os mais criativos Recompense a criatividade de forma concreta e definitiva. Reconheça a criatividade abaixo da linha de gerência, encorajando todos os funcionários a participarem.

 

  1. 2.   Assuma riscos consideráveis Somente riscos altos trazem retornos satisfatórios. Muitas ideias deixam de ser absurdas quando analisadas por outro ponto de vista. Assuma e deixe que outros assumam riscos, tolerando erros provenientes de um esforço honestamente criativo. Em geral, são eles que trazem grandes retornos.

 

  1. 3.   Vença os obstáculos e não se deixe vencer Obstáculos são inerentes ao processo criativo e vencidos pela perseverança. Aceite as perdas a curto prazo para ter ganhos a longo prazo. Ideias criativas não são vendidas facilmente. Seja perseverante na defesa de suas ideias ou propostas.

 

  1. 4.   Pense a longo prazo O preço de resultados a curto prazo é a perda da inovação. Tenha duas estratégias separadas: curto prazo e longo prazo. Não sacrifique a pesquisa básica em função da aplicada. Criatividade genuína requer longo prazo. Pense estrategicamente, e não apenas taticamente; seja proativo, e não reativo.

 

  1. 5.   Continue crescendo Não seja complacente pelo sucesso inicial. Nem todas as ideias criativas são imortais. Não se acomode no sucesso de hoje e se desligue do sucesso do passado. Mantenha o foco no amanhã.

 

  1. 6.   Cuide da falta de conhecimento ou do conhecimento em demasia Em P&D (Pesquisa e Desenvolvimento), a falta de conhecimento pode ser fatal. Deve-se saber o que está acontecendo no campo de atuação. Para crescer, é necessário variedade e amplitude de conhecimento. Excesso de conhecimento específico é tão perigoso quanto a falta dele. Os maiores erros são cometidos por experts.

 

  1. 7.   Tolere as ambiguidades – Ideias criativas surgem subitamente, mas são desenvolvidas lentamente. É como montar um quebra-cabeça. Aprenda a tolerar a ambiguidade e a frustração de resolver problemas e tomar decisões. As ideias mais criativas vêm de pessoas com capacidade de esperar. Os resultados justificam a frustração da espera.

 

  1. 8.   Reformule os problemas sem solução – Muitas ideias criativas são provenientes de problemas sem solução, à primeira vista. Quando um problema se mostra sem solução, tente reformulá-lo. As maiores dificuldades de resolver um problema vêm da maneira como ele é abordado, e não da falta de soluções.

 

  1. 9.   Faça o que você mais gosta de fazer – As ideias mais criativas vêm de pessoas que amam o que fazem. Não há substituto para a motivação intrínseca. A motivação por si só não traz a inovação, mas sua falta garante a ausência da inovação. Se possível, mude a pessoa para uma função que seja mais adequada aos seus talentos.

 

10. Reconheça quando moldar o ambiente e quando deixá-lo – Mudar o ambiente é mais fácil para a gerência de topo. É uma tarefa árdua e lenta que exige mudanças incrementais. Se isso for impossível, mude de ambiente ou companhia. Criatividade exige comprometimento que, às vezes, requer decisões corajosas.

 

Fonte: 3M

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima