O troféu abacaxi em vendas vai para…

O de fevereiro vai para alguns governadores do nosso País!

Este é dedicado especialmente para alguns governadores que encontraram a oportunidade de lucrar com mais uma taxa, dessa vez no e-commerce:

Os governadores do Mato Grosso do Sul, André Puccinelli, e de Rondônia, Confúcio Moura, baixaram decretos em 2011 para incrementar a cobrança de ICMS, determinando a taxação de 7 a 12% na compra e venda pela internet. Sim, é isso mesmo que você está pensando: mais uma forma de arrecadar tributos.

Eles se defendem dizendo que é uma maneira de proteger os empresários do próprio estado, os quais pagam os impostos. Por outro lado, o Conselho Federal da OAB contestou a decisão no Supremo Tribunal Federal (STF), pois com essa medida ocorre a violação do princípio da não discriminação, que proíbe o estabelecimento de quaisquer diferenças tributárias entre bens e serviços em razão de sua procedência. O processo está com o ministro Ayres Britto e o governo do Mato Grosso do Sul já foi autuado.

Imagine se a moda pega em outros estados: teríamos outros governadores aproveitando para tirar uma “lasquinha” e assinar o mesmo decreto até a análise do STF.

Já pensou o que poderia acontecer com o e-commerce? Sites como Submarino ou Americanas.com trabalhariam com uma tabela de tributação diferente para cada estado.

É tão absurdo que preferimos dar o Troféu Abacaxi agora e premiar todos os participantes dessa lambança, em vez de ficar vendo tudo acontecer sem poder dizer nada. Se neste ano a moda de cobrar ICMS sobre venda pela internet voltar em seu estado, não pense duas vezes, dê um Troféu Abacaxi ao seu governador!

Estão falando por aí…

No site de Gerson Rolim, diretor do Instituto Latino Americano de Comércio Eletrônico, o advogado Ives Gandra Martins, presidente do Conselho Superior de Direito da Federação do Comércio de São Paulo, afirma que o protocolo contraria a Constituição porque não houve a unanimidade dos estados e porque o consumidor não é contribuinte do ICMS: “Quando a lei não atende mais o objetivo, é preciso mudá-la. Na democracia, não posso dizer que não concordo com a lei e que não vou cumpri-la”. “Infelizmente, os estados vão continuar cobrando o diferencial de ICMS, porque é uma perda significativa e exponencialmente crescente”, diz o secretário de Sergipe, João Andrade.

Conclusão de Gerson Rolim: “[Estão] ‘bitributando’, não contribuindo para o avanço de um dos mais importantes setores de nossa economia! Ao invés de ‘bitributarmos’, deveríamos zerar os impostos on-line, como sabiamente fazem os países que veem nesse segmento um dos motores de sua importância futura no cenário mundial!”.

Ah, se fossem vendedores…

“O que é Walmart? Eles vendem coisas para as paredes?”

Paris Hilton
Um pouco mais de conhecimento de mercado não faz mal a ninguém, certo?

“Eu gostaria de ter estudado latim, assim eu poderia me comunicar melhor com o povo da América Latina”

Luiz Inácio Lula da Silva

Cuidado, será que você não está estudando a maneira errada de se aproximar dos clientes?

“Tudo o que sai da minha boca é o que vocês vão ouvir”

Justin Bieber

A notícia boa é que ele não é vendedor, a ruim é que ele canta.

Você também conhece alguém que merece um Troféu Abacaxi por suas trapalhadas em relação às vendas? Conte para a gente pelo e-mail: [email protected]. Se a sua história for escolhida, você ganhará um livro da Editora Quantum.

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima