Os números nada malditos dos pôneis e outras histórias

Quais são as últimas pesquisas, novidades e tendências do mercado?

O que você oferece

Imagine que você quer colocar um novo isotônico no mercado e decide recorrer à velha técnica da amostra grátis. Poderia distribuir as amostras em academias e outros locais onde se reúne seu público-alvo, mas a marca Activate, dos Estados Unidos, resolveu fazer diferente: em vez de levar a bebida até o exercício, levou o exercício até a bebida. Criou uma vending machine ligada a uma bicicleta ergométrica. A pessoa precisava passar 30 segundos pedalando para ganhar uma bebida. Uma ótima forma de chamar atenção!

Pôneis benditos

  • Seis dias como trending topic do Twitter.
  • 69 grupos criados no Facebook.
  • 72 perfis criados com variações do nome “Pônei Maldito”.
  • 10.965.321 visualizações do vídeo na página oficial da Nissan no YouTube.
  • 23.013 comentários nesse mesmo vídeo.
  • Vídeo mais visto do YouTube mundial na semana em que foi lançado.
  • 6º vídeo mais visto do YouTube em todos os tempos na categoria “automóveis”.
  • Mais de mil comunidades criadas no Orkut.

Se a Nissan queria divulgar seu carro, tem muito a agradecer aos pôneis. E você, como pode fazer algo viral também?

Entendendo o consumidor

Cada vez mais as empresas parecem entender que fazem parte da vida das pessoas, e isso não se resume a vender. Na Suécia, uma empresa de telecomunicações estimula os habitantes locais a curtir o verão, oferecendo download gratuito de um software que desconecta a internet por um determinado período de tempo – assim, não importa o que a pessoa faça, não consegue se conectar e, com o tempo livre, pode curtir o sol, parques e praias da região.

Da mesma forma, a empresa estimula a criação de zonas livres de internet em locais de veraneio. A ordem é: curta o sol, depois volte a usar nossos produtos. Algo ousado, mas a empresa provavelmente vai prover, dessa maneira, boas memórias a seus clientes.

Grandes números

1% – Foi quanto caiu o endividamento da família brasileira em agosto de 2011 em relação a junho do mesmo ano, segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo

188% ao ano – É quanto foi cobrado de juros no cheque especial em junho deste ano, a maior taxa desde abril de 1999. Dados do Banco Central.

 “O câmbio não vai mudar a curto prazo. Não vamos voltar ao patamar de três, quatro anos atrás, o Brasil faz parte do time de países com moeda forte. A indústria não se atualizou. Você não vê empresário francês e alemão reclamando do câmbio”

Fernando Pimentel, ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior

Pesquisas de vendas

Muito tem se falado sobre a nova classe média brasileira. Pessoas que ascenderam socialmente e estão vivendo novas experiências de consumo. Mas qual é exatamente o perfil desse público? Alguns órgãos do Governo Federal fizeram essa pergunta em 2010. Acompanhe e veja o que você tem que mudar para aproveitar melhor o potencial de consumo desses brasileiros ávidos para experimentar o que você tem para vender:

  • São quase 95 milhões de brasileiros na nova classe média (50,5% da população).
  • 51% são mulheres.
  • 63% têm mais de 25 anos.
  • Renda familiar mensal variando entre R$1 mil e R$4 mil.
  • 98% moram em zona urbana.
  • 99% das crianças e adolescentes frequentam a escola.
  • 60% das pessoas estão empregadas.
  • 75% moram em casa própria.
  • 79% confiam mais nas recomendações de parentes do que na propaganda de TV.

Conheça mais sobre a nova classe média no site: www.sae.gov.br/novaclassemedia

Esta seção tem o apoio do consultor Marlus Jungton, mestrando em administração de empresas e bacharel em marketing. Conheça mais pesquisas relacionadas a vendas no blog: www.VENDAS.blog.br

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima