Para quem você vende?

Vender o que e para quem

Foi lançada nos Estados Unidos, recentemente, a DOGTV (www.dogtv.com), um canal de TV a cabo destinado a cachorros. Com vídeos desenvolvidos por especialistas em comportamento animal, o canal promete estimular, relaxar e ajudar a ensinar novos truques para os telespectadores de quatro patas. 

Quem é o público-alvo desse canal? Os cachorros? Afinal, toda a programação foi feita para atender à psicologia canina e satisfazer suas necessidades de entretenimento e distração. É a programação perfeita para… donos ocupados demais que passam o dia fora de casa e não podem dar a atenção necessária aos animais. A consciência pesa, e tenta-se compensar isso com algo palpável – no caso, a verdadeira televisão de cachorro.

Essa não é a primeira empresa a identificar esse nicho – já vi alguns lançamentos imobiliários sendo anunciados com “espaço pet”: basicamente, grandes canis onde os donos podem deixar seus cães sob supervisão profissional enquanto vão cuidar dos afazeres de rotina. Um hotel para cachorros dentro de casa, digamos.

E por que isso? Porque, para determinado tipo de cliente, essa é a diferença entre comprar um ou outro apartamento, ou assinar essa ou aquela TV a cabo. Essa é uma das grandes vantagens de atender a um nicho de mercado, você tem várias maneiras de ganhar dinheiro com ele. Não apenas descobrindo uma necessidade de um grupo de clientes que ninguém mais está vendo, mas atender esse grupo de cliente de forma diferente, através de um serviço de passeio de cachorros ou de um canal de televisão. O público atendido é o mesmo; as formas, diferentes.

Quer outro exemplo? O segmento dos cafés gourmet. Existem outras lojas especializadas vendendo cafés de regiões nobres, moídos na hora, mas esse é o único jeito de ganhar dinheiro com esse público? E se você fizesse uma cafeteira melhor, como a norte-americana Proper Coffee (Café de Verdade, em uma tradução livre)? A cafeteira é vendida com o argumento de que passar café com água quente faz a bebida ficar ácida demais, por isso, seu processo é passá-lo a frio e devagar, para preservar melhor o sabor da bebida. Detalhe: quando eles dizem devagar, é devagar mesmo. A cafeteira demora 12 horas para passar um litro de café. A bebida resultante, dizem, tem consistência de licor e um sabor incomparável. E, como ninguém tem paciência de esperar 12 horas por um cafezinho, a bebida pode ser mantida por uma semana na geladeira, sem perder suas qualidades e sabor. Então, é só tirar um pouquinho por dia, esquentar e beber.

Em todos esses argumentos de venda, provavelmente tem alguma conversa para boi dormir, mas é inegável que descobriram outro produto para vender para esse público.

Se você acha que um determinado tipo de cliente já está bem servido por um concorrente, converse com ele, descubra o que ainda não está sendo feito para atender às necessidades dele, pense em novas maneiras de atendê-lo. Sempre há uma forma de ganhar um pouco mais com nichos de mercado.

Encontre a sua.

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima