Recuperação de Clientes

Será que vale a pena tentar recuperar os clientes inativos?

Sua empresa e seu trabalho foram feitos para dar lucros. Exceto se for um trabalho voluntário ou mesmo uma instituição de caridade, você deverá ter como objetivo final gerar riqueza. Empresa forte é empresa que vende! Com base nesses conceitos, pergunto: vale a pena tentar recuperar os clientes inativos, ou seja, aqueles que um dia fizeram negócios com você e com sua empresa, mas foram embora, muitas vezes sem nem dizer o porquê?

A minha resposta para essa pergunta é: se for um cliente lucrativo, com bom potencial de compra e que gere resultados positivos, a resposta é “sim”. Porque se ele não está fazendo negócios com você, com certeza está fazendo com o seu concorrente. Mas acredito que devemos dar um passo para trás e pensar em como não perder clientes, pois é melhor prevenir do que remediar. Sabemos que o custo para conquistar um novo cliente é bem maior do que para manter aquele que já compra de você. Portanto, recomendo que pense em ações de relacionamento e incremente a sua pós-venda. Manter-se na mente do cliente fará que tenha mais chances de ele comprar novamente de você.

Cliente fiel é aquele que pensou no produto, pensou em você ou em sua empresa. Fidelidade é algo que se conquista no dia a dia do relacionamento. Ações que irão gerar encantamento ou envolvimento são: boletim informativo, visitas ou telefonemas periódicos, convites para eventos, orientar como obter melhor rendimento dos produtos, informar novidades e até mesmo um programa de fidelidade, pois ajuda e muito a manter a sua clientela. Comunique-se constantemente com seus clientes, tanto com os ativos quanto com os inativos. Não deixe que toda atenção fique somente no momento da venda, mas sim durante todo o relacionamento com eles.

Quando o cliente se torna inativo ,fica mais difícil recuperá-lo, pois na maioria das vezes ele tem um motivo, conhece suas falhas e está resistente a voltar a manter negócios com sua empresa. Mas se é importante reconquistá-lo, então seja ousado e tenha atitude para reatar o contato. Para isso, esteja preparado. Mantenha um sistema de informações atualizado para que, antes de entrar em contato com ele, verificar se existe algum histórico de reclamação ou problema e investigar quais foram os motivos de inatividade.

Elabore uma abordagem inicial envolvente, despertando o interesse dele em querer lhe ouvir. Você pode até iniciar o diálogo dizendo que o motivo do contato é que ele deixou de fazer negócios com a sua empresa, mas que você está pronto para mudar essa situação e o que você precisa é que ele lhe dê uma nova chance.

Ao falar com ele esteja preparado para lidar com as objeções que certamente irão aparecer e tenha em mente que seu objetivo é fazer que esse cliente volte a fazer negócios, portanto escute, entenda e neutralize as objeções, transformando o “não” em “sim”.

Caso a perda seja inevitável, faça uma análise aprofundada dos principais fatores que provocaram a perda e redefina suas estratégias de fidelização de clientes. Você poderá aumentar o seu faturamento nos próximos anos se souber atacar as causas das perdas de clientes.

Boas vendas!

Conteúdos Relacionados

Dica número 1 de liderança em vendas

Volta e meia recebo perguntas como esta: “Raul, se você pudesse me dar só uma dica sobre como ser um gestor melhor, qual seria?”

Procuro evitar responder questionamentos como este porque eles costumam vir de alguém que está procurando um atalho ou uma pílula mágica, mas a verdade é que sempre existe mais de uma opção para resolver um problema ou desafio – por isso mesmo, buscar uma única ferramenta milagrosa raramente traz os melhores resultados.

Continuar lendo
Rolar para cima