Saia de cima do muro

O que a sua empresa realmente defende?

Você consegue responder a seguinte pergunta: “No que sua empresa realmente acredita, o que ela verdadeiramente defende?”. E o restante da empresa, consegue responder essa pergunta? E os clientes?

Empresas de sucesso posicionam-se publicamente e colocam uma bandeira para o mundo ver. Não estão em cima do muro. Defendem algo em que acreditam com unhas e dentes. Alardeiam aos quatro cantos suas diferenças. Elas não querem ser iguais, pelo contrário – querem ser diferentes.

Mas, para ser diferente, têm que ter segurança – e vejo muita gente insegura. Por isso, vejo empresas inseguras também. E uma empresa insegura é uma empresa ordinária, justamente o contrário do que defendemos na VendaMais. Afinal de contas, ninguém tem orgulho de trabalhar numa empresa ordinária, ou de fazer negócios com ela.

Toda empresa bem-sucedida é, na verdade, um “movimento com causa”. Deve ter uma grande causa por trás do que está sendo feito. Por exemplo, se eu tiver uma pizzaria: sou a pizzaria mais rápida? A pizza mais gostosa? A gourmet mais sofisticada? A mais barata? A mais divertida? A mais tradicional? Quem é exatamente o cliente que quero agradar? O que eu defendo em termos de pizza? O que as pessoas pensam quando se lembram de mim?

Depois de ler Jim Collins, Harv Eker e Robin Sharma, tempos atrás comecei uma lista das diferenças entre algumas características das empresas extraordinárias e das ordinárias (serve para pessoas também!). Está incompleta porque vou sempre anotando alguma coisa nova (aceito sugestões!). Veja o que você acha:

  • Empresas extraordinárias acreditam na sua capacidade de criar e entregar valor ao cliente.
  • Empresas extraordinárias aceitam o risco. Empresas ordinárias buscam a “bola de segurança”.
  • Empresas extraordinárias jogam para vencer. Empresas ordinárias jogam para não perder.
  • Empresas extraordinárias admiram outras empresas de sucesso. Empresas ordinárias têm inveja e ressentimento do sucesso das outras.
  • Empresas extraordinárias são proativas e influenciam o mercado. Empresas ordinárias são reativas e reagem às influências do mercado.
  • Empresas extraordinárias têm uma confiança extraordinária nos resultados que vão conseguir. Têm confiança, principalmente, em suas habilidades e criatividade para encontrar formas de superar obstáculos e alcançar objetivos.
  • Empresas extraordinárias são reconhecidamente experts nas suas áreas, ou seja, as melhores do ramo. Empresas ordinárias são iguais às outras e têm pouca credibilidade.
  • Empresas extraordinárias escolhem seus clientes. Empresas ordinárias torcem para que os clientes as escolham.
  • Empresas extraordinárias veem oportunidades. Empresas ordinárias veem obstáculos.
  • Empresas extraordinárias veem oportunidade de ganho. Empresas ordinárias veem risco de perda.

Você tem que escolher se vai ser extraordinário ou se vai ser a vítima. Não dá para ser os dois. Toda vez que reclama, justifica ou terceiriza a culpa, você diminui suas chances de sucesso. Se decidir ser extraordinário e se dedicar de verdade a isso, será extraordinário. Se decidir não ser extraordinário ou se não se dedicar a isso, não será.

A maior causa de as empresas não conseguirem o que querem é não saberem o que querem. Clareza é foco e foco é poder. Empresas de sucesso não mandam mensagens confusas para o mercado. Empresas fracassadas fazem isso o tempo inteiro. Seja o que for que esteja acontecendo na sua vida, em termos de resultados, certamente a maior parte da responsabilidade será sua. Então, saia de cima do muro e posicione-se. Forte!

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima