Serviços ao consumidor – CV n. 16

Projete esta idéia!

Difícil de ser copiado

Você acaba de comprar um apartamento, ganhou um relógio de parede e agora precisa pendurá-lo. O problema é que a parede é de alvenaria e, além disso, você não é muito bom em pregar coisas. Resultado: um belo rombo na parede, que será escondido pelo relógio e que, provavelmente, nunca sairá de lá, afinal precisará cobrir a “cratera”. E se houvesse um relógio projetor? O fato é que eles já existem há muito tempo, mas todos dependiam de um ambiente escuro para funcionar, o que frustou a idéia. Esse revolucionário aparelho da foto é um projetor relógio que funciona até sob a incidência do sol. É um relógio que se projeta através de laser e possui um sensor de calor que detecta quando o ambiente está mais claro e automaticamente passa para uma regulagem mais forte. Além disso, ele gira 180o, permitindo que você o aponte para a parede, teto ou chão. E embora pareça que suas funcionalidades acabaram, ele ainda vem com um exclusivo sistema de alarme. A diferença é que não é necessário ficar procurando o botão para desativá-lo, basta passar a mão sobre o projetor e pronto, o barulho pára.

______________________________

 

Onde é o banheiro

Oceano azul

 

A empresa londrina Westminster City Council criou um novo serviço que é interessante, útil e ainda não explorado, pois ninguém havia percebido a oportunidade de negócio.

 

Ela criou um serviço voltado para turistas de Londres e pessoas em período de compras. É só enviar um SMS para um número específico que o serviço responde com outra mensagem de celular dizendo a localidade do banheiro público mais próximo. É simples, deu vontade é só escrever um SMS.

 

DICA PRÁTICA

O serviço cobra U$0,50 por mensagem e é utilizado por milhares de pessoas todos os dias. E você? Já percebeu se os turistas ou consumidores da sua cidade estão precisando de algum auxílio que facilite a vida deles? Quem sabe pode nascer daí o seu próximo negócio.

 

_______________________

 

Na cama com a sua marca

Comunicação

 

Recentemente, veiculamos uma grande idéia da revista Playboy, que distribuiu toalhas de praia para as mulheres se sentirem capas da revista ao se deitarem sobre elas.

 

Agora a grande idéia é da revista Ché Magazine. Ela realizou uma ação criada pela agência Duval Guillaume, que colocou lindas mulheres impressas sobre lençóis e fronhas de cama. Uma idéia realmente criativa.

 

DICA PRÁTICA

Faça como a Ché Magazine, crie uma ação que coloque a sua marca em locais onde o seu cliente passa mais tempo, seja no quarto ou no escritório. Uma ação que também trabalhe a imaginação do seu público e ainda crie uma afinidade entre ele e a marca.

____________________

 

Boas novas para os machões

Segmentação

 

É fato que os homens tem aversão a cabeleireiros e tudo que remeta a tratamentos de beleza. Entretanto, surgiu em Curitiba a primeira unidade de uma franquia de barbearias que promete romper essa barreira. Utilizando slogans como: "Se pra você henna é o cavalo do Papai Noel", o Clube da Barbearia promete conquistar os machões de todo mundo. O ambiente parece uma barbearia em seu estilo mais clássico, com o diferencial de contar com revistas masculinas, jornais, canais de esporte e geladeira, em que o cliente pode se servir de cerveja e petiscos enquanto aguarda o atendimento. Entre os serviços prestados estão cortes de cabelo e barba, tintura, manicure e pedicure, podologia, depilação e massagem.

 

DICA PRÁTICA

Se você é homem, provavelmente adorou essa idéia, não? O Clube da Barbearia se inspirou no receio dos "machões" em freqüentar salões de beleza, criando um local totalmente reservado e voltado para eles. A segmentação, quando bem planejada, pode render bons resultados.

 

Visite o site: www.barbeariaclube.com.br

_____________________

 

Se jogar, beba à vontade

Valor agregado

 

 "Já não se fazem mais como antigamente." Sempre que alguém diz uma frase como essa, logo pensamos que o assunto em questão não é mais tão bom quanto era. Mas quando falamos do Gamerator, esse paradigma é quebrado. O "brinquedo" tem uma tela de alta resolução de 26", vem com 150 jogos clássicos de fliperama, além de oferecer um ano grátis com mil jogos on-line. Para os amantes de games, isso já bastaria. Mas a grande novidade é que a máquina vem equipada com um refrigerador interno em que um barril de chope pode ser acoplado. Por fora, há uma torneira que libera a bebida gelada.

 

Visite o site: www.thegamerator.com

 

DICA PRÁTICA

Para os amantes degames e cerveja, isso parece um sonho. Os fabricantes do Gamerator conseguiram unir o útil ao agradável, encantando seus clientes. Certa­mente, o seu também possui um sonho de consumo. Procure conhecê-lo para que possa agregar ao seu produto benefícios que o satisfaçam.

 

___________________________

 

 

SUSTENTABILIDADE

Captando a água do orvalho

 

Em tempos em que muito se fala sobre escassez de água, qualquer iniciativa que venha a combater essa questão merece ser louvada. Ainda mais quando a idéia é criativa e sustentável como esta, idealizada por arquitetos israelenses. Pensando no orvalho que fica concentrado nas folhas das árvores pela manhã Joseph Cory, da empresa Geotectura, e Eyal Malka, da Malka, desenvolveram uma estrutura em forma de pirâmide invertida, suspensa sobre um tanque coletor, capaz de armazenar 48 litros de água. O WatAir funciona de forma bem simples: posicionado entre duas árvores, captura o orvalho e desliza-o até o reservatório. Outra vantagem é que ele pode ser construído através de materiais recicláveis como metal, vidro, alumínio e até bambu. Sua capacidade de armazenamento pode ser considerada baixa, mas o WatAir é uma boa solução para comunidades carentes que sofrem com falta de água, pois por ter um baixo custo pode ser reproduzido em larga escala.

 

___________________

 

Otimizando espaço

Benefício claro

 

Entrando na lista daquelas idéias "como nunca pensei nisso antes", este acessório é simples, mas extremamente funcional. O Driinn acaba com a bagunça causada pelos carregadores de telefones celulares. Basta encaixá-lo na tomada. O fio pode ser enrolado em volta do próprio produto, e o aparelho celular fica apoiado em um suporte. Além de oferecer essa praticidade, a empresa, que carrega o mesmo nome do produto, oferece aos seus clientes potenciais (que compram acima de 10 mil unidades) a oportunidade de customizá-lo, inserindo sua logomarca.

 

 

DICA PRÁTICA

Exemplos como a da Driinn provam que não é preciso ter idéias geniais para alcançar o sucesso. Um produto simples, barato e útil está dando o que falar mundo afora. A objetividade aliada à originalidade pode ser um interessante caminho.

 

Visite o site: www.driinn.com

 

________________________

 

 

ESPECIAL DA SEMANA

Blogs corporativos – baixo custo e grande retorno

 

 

Um de nossos objetivos com a newsletter Grandes Idéias em Marketing é apresentar ao nosso leitor dicas para que ele possa diferenciar seu negócio e aumentar sua lucratividade. Involuntariamente, a internet acaba sempre oferecendo grandes oportunidades. Uma delas é o blog corpora­tivo.

No início, eles funcionavam apenas como diários virtuais, utilizados principalmente por adolescentes. Mas com a popularização da internet, a “blogosfera” se difundiu entre os mais variados setores, dentre eles, as empresas.

Os blogs corporativos ganham espaço na rede à medida que o empresariado vai percebendo as vantagens de utilizar essa ferramenta para se relacionar com seus clientes e difundir sua marca. Um bom exemplo é o blog da Tecnisa – primeira empresa do ramo imobiliário a entrar no universo blogueiro. Segundo Gustavo Reis, gerente de mídia on-line da empresa, a Tecnisa busca com através do blog estreitar o relacionamento com o consumidor, fortalecer a marca e ampliar suas estratégias de comunicação. “Nosso blog tem uma média de 20 mil visitas por mês. Para ter uma idéia da movimentação, um post que falava sobre FGTS chegou a ter 900 comentários. O blog é uma impor­tante ferramenta para nos comunicarmos com o mercado, clientes e prospectar novos contatos.”

Os custos para criação e manutenção dos blogs são muito atrativos. A Tecnisa gasta 400 reais por mês entre gastos com hospedagem e consultoria de jornalistas. Mas se você possui uma pequena empresa e não dispõe de muitos recursos pode encontrar hospedagem gratuita. O Blogger é uma boa opção.

O site Blogempresa realiza uma espécie de consultoria aos interessados em implantar um blog corporativo. A empresa instala, faz a manutenção, personaliza o layout e até escreve os posts do blog de sua companhia.

Apesar de todos os atrativos, é preciso muito cuidado ao entrar nesse universo. Em seu livro Blog Corporativo, Fábio Cipriani explica que “não adianta blogar sobre todo tipo de coisa ao mesmo tempo e no mesmo blog. O conteúdo precisa sempre ser voltado a um segmento de clientes. Se a sua empresa fabrica cadeiras, abra espaço para dicas de decoração ou publique projetos dos clientes”. O que não pode faltar é uma atualização freqüente, caso contrário, cairá no esquecimento.

 

 

Sugestão de leitura:

Livro: Blog Corporativo

Autor: Fábio Cipriani

Editora: Novatec

 

O livro explora os ganhos e as armadilhas que o uso de blogs para comunicação interna ou com clientes traz para empresas e negócios. A obra discute ainda como os blogs já existentes podem servir como base para os planejamentos estratégicos de produtos e serviços.

 

 

 

Antigas – Pesquisadas em 2005

 

Todos ganham

Serviços ao consumidor

 

Parece não haver limites na hora de facilitar a vida dos clientes. Um acordo entre a corretora argentina Granar e o Solanas Vacation Club permite que a conta do hotel seja paga com soja, milho, trigo ou girassol. Assim, o hotel ganha um público cativo, e os fazendeiros podem dar um destino para uma parte da sua produção quando o preço da venda não for tão favorável.

 

 

Seguro

Promoções

 

Felipe Guerra, oftalmologista de Santiago, Chile, mostrou como fazer uma promoção utilizando o seguro. Simplesmente ofereceu uma garantia extra a quem fizesse óculos com ele. Caso alguém sentasse em cima deles e os esmagasse, seria providenciado um novo ao azarado. Vejamos: eu uso óculos desde meus cinco ou seis anos. De lá para cá, eles já foram coadjuvantes de boladas, quedas de bicicleta, quedas da pia do banheiro ou da mesinha de cabeceira, tombos em geral, perdas de parafuso, pisões, acidentes de carro, mas nunca tive a experiência de alguém sentando neles, ou seja, a probabilidade de Felipe pagar esse seguro é mínima.

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima