TV x criança: até que ponto controlar?

Ela está dentro de casa, em todos os quartos. A televisão faz parte do dia-a-dia das pessoas das mais variadas idades e não há dúvida de que proporciona entretenimento, diversão e muita informação. Ela está dentro de casa, em todos os quartos. A televisão faz parte do dia-a-dia das pessoas das mais variadas idades e não há dúvida de que proporciona entretenimento, diversão e muita informação. Mas, como estabelecer limites sobre o que as crianças devem ou não assistir?

Mesmo se tratando de informações em programas jornalísticos, separar o joio do trigo torna-se tarefa complicada para os pais. Até que ponto, por exemplo, essas informações ou mesmo os fatos ocorridos em uma novela podem afetar as crianças e alterar seu comportamento?

Os pais devem dialogar com os filhos sobre as informações ou cenas que possam vir a confundi-los. Eles devem ter acesso à informação. Contudo, é preciso selecionar quais são os programas que consideram de qualidade para os filhos assistirem. Falar desse processo seletivo é importante para as crianças entenderem o que os pais priorizam, além de perceber que existe critério para acessar à TV.

Um exemplo concreto foi o sofrimento da personagem Salete com a perda da mãe, na recente novela Mulheres Apaixonadas, da Rede Globo. Quando a criança assiste a uma novela assim e ainda não tem segurança sobre o que é real, ela transporta toda essa vivência carregada de emoção para suas relações, podendo construir histórias que atrapalham seu desenvolvimento. A criança passa a acreditar que sua mãe pode morrer e, para protegê-la, não desgrudará da mesma, não conseguindo se envolver com outras pessoas.

Então, aqui vão algumas dicas especiais para lidar com o assunto:

· Os pais ou responsáveis devem antes analisar os programas que os filhos assistem, verificando se são ou não adequados a sua idade.

· Simplesmente proibir os filhos de assistir a determinadas cenas na TV não é a solução, já que muitas situações podem mesmo ser vivenciadas.

· É fundamental estabelecer um diálogo franco e aberto, explicando o que é real e o que é fictício.

· O cuidado deve ser redobrado no caso de crianças menores de seis anos, que não sabem separar a realidade do imaginário criado pela TV.

Frase: ?É na educação dos filhos que se revela a virtude de um pai? ? Coelho Neto

Conteúdos Relacionados

Dica número 1 de liderança em vendas

Volta e meia recebo perguntas como esta: “Raul, se você pudesse me dar só uma dica sobre como ser um gestor melhor, qual seria?”

Procuro evitar responder questionamentos como este porque eles costumam vir de alguém que está procurando um atalho ou uma pílula mágica, mas a verdade é que sempre existe mais de uma opção para resolver um problema ou desafio – por isso mesmo, buscar uma única ferramenta milagrosa raramente traz os melhores resultados.

Continuar lendo
Rolar para cima