Voluntariado além das fronteiras

Lições de um voluntário na África Nome: Rudney Novaes
Formação: Graduado em comunicação social ? publicidade e propaganda
Profissão: Designer gráfico e fotógrafo
Missão: ?O mesmo pensamento de Madre Tereza de Calcutá: ?Fazer com que o amor seja amado??

Por que ser voluntário? Cada um tem seus motivos, mas Rudney Novaes nos dá sua explicação: ?Não quero ser mais um na multidão?. Aos 15 anos, ele começou a trabalhar na Associação Água Viva em Vila Velha, ES. A comunidade atende jovens e famílias da região que lutam contra a depressão e vícios. Rudney se sente atraído por desafios e buscou novos rumos no voluntariado.

Além das fronteiras ? Foi através da Organização Humana People to People que Rudney esteve em Moçambique, na África. Por meio dela, participou do projeto Escola de Professores do Futuro, que atende 70 adolescentes entre 10 e 14 anos e forma de 1,5 mil a 2 mil professores por ano. O projeto tem duração de 14 meses, sendo que seis os voluntários ficam nos Estados Unidos em treinamento. Em seguida, passam mais um semestre na África ? onde desenvolvem ações voluntárias ? e, quando retornam aos seus países, ficam dois meses divulgando o projeto.

Durante o período que esteve lá, Rudney dava aulas de ética, moral, artes e inglês. Além disso, era responsável pelo coral feminino da comunidade e também ministrava workshops de artesanatos.

Sobre seu voluntariado na África, Rudney nos revela um dos momentos mais marcantes que vivenciou: ?Levei os alunos em um bairro onde iria tirar algumas fotos deles, mas fiquei chocado com a realidade da comunidade e congelado diante de tanta pobreza. E a única coisa que eu poderia fazer era cuidar, amar e entender, pois a gente não consegue mudar tudo, porém a vontade de fazer era imensa?, relembra. Depois dessa e de várias outras experiências que pôde experimentar como voluntário, Rudney nos deixa uma lição: ?A África pode estar dentro da nossa própria casa ou ser nosso vizinho. Quem quer ser voluntário deve procurar oferecer a melhor refeição de todas: o amor?, aconselha e finaliza o profissional, deixando a mensagem de que podemos encontrar a difícil realidade da África muito perto de nós, e devemos nos esforçar para ajudar a mudar essa situação.

Para mais informações, visite o blog: rudneynovaes.wordpress.com

Colaboração: Cristiane Dias

Conteúdos Relacionados

Dica número 1 de liderança em vendas

Volta e meia recebo perguntas como esta: “Raul, se você pudesse me dar só uma dica sobre como ser um gestor melhor, qual seria?”

Procuro evitar responder questionamentos como este porque eles costumam vir de alguém que está procurando um atalho ou uma pílula mágica, mas a verdade é que sempre existe mais de uma opção para resolver um problema ou desafio – por isso mesmo, buscar uma única ferramenta milagrosa raramente traz os melhores resultados.

Continuar lendo
Rolar para cima