10 formas de aumentar o seu valor corporativo

Não agüento mais essa história de ?pessoa com maior valor agregado?. Às vezes, as pessoas falam tão automaticamente que não percebem o que estão falando. Agregado ao que, meu filho? Se o valor é agregado é porque foi aposto, anexado Não agüento mais essa história de ?pessoa com maior valor agregado?. Às vezes, as pessoas falam tão automaticamente que não percebem o que estão falando. Agregado ao que, meu filho? Se o valor é agregado é porque foi aposto, anexado. Quer dizer, o valor não é da pessoa, é um apêndice, algo que não lhe pertence. E isso é bem diferente de pessoas com valor inerente. Pois são essas, de valor intrínseco, que realmente fazem a diferença.

Valor não é um penduricalho que forma o que a pessoa tem. Valor forma o ser. A gente até diz ?eis aí alguém que tem valor?. Mas o que ocorre é que alguém tem valor porque ?é? de um jeito ou ?é? de outro. Porque seus pensamentos, suas palavras, seu comportamento, resultam em alguém que agrega mais produtividade, leveza, simpatia, rapidez, genialidade, inovação à empresa que trabalha ou à comunidade que convive. A pessoa agrega conquistas à empresa por causa do valor que tem. As empresas até ficam mais valiosas por causa dos talentos de valor que têm em seus quadros. O correto então é dizer ?pessoas de valor agregam mais?, e não ?pessoas têm valor agregado?. Já o valor inerente existe porque você agrega à sua vida novas competências e habilidades, atitudes positivas e mais conhecimento. Certo, então?

Posto isso, vamos ver agora dez maneiras de você SER um profissional de maior valor, e que consequentemente agregue mais à sua empresa, sendo disputado a peso de ouro. Não, a peso de diamante, que, afinal, tem muito mais valor. Leia a lista abaixo e agregue essas práticas e idéias à sua vida, para que possa agregar mais à sua empresa, família e comunidade.

1. Foque nos resultados: Palavras são palavras, promessas são promessas, explicações são explicações, mas só o resultado quantifica e qualifica quem você é.

2. Relacione-se: É impossível crescer sem se harmonizar com os outros, aceitando-os como são, sejam eles colegas, superiores, liderados ou clientes.

3. Coopere: Esteja sempre pronto a servir e ajudar os outros. Isso faz um impacto enorme em como eles te percebem.

4. Seja proativo: Não espere; antecipe-se, mova-se, vá lá e faça.

5. Aprenda: Atualize-se constantemente nos conhecimentos gerais e específicos de sua função.

6. Mude: Abra sua mente para o novo, para as mudanças. E faça isso antes que você seja mudado.

7. Inove: Pergunte-se sempre ?e por que não??. Use a imaginação. Em tempos de crise, ela é mais valiosa que o conhecimento.

8. Motive-se: Nada de esperar o melhor momento, a melhor circunstância para se sentir bem, para se motivar. Sinta-se bem a partir de seus pensamentos positivos, para assim criar bons momentos e circunstâncias melhores para sua vida.

9. Discipline-se: Principalmente para determinar-se a fazer o que precisa ser feito, e não somente o que gosta de fazer. Os profissionais valiosos fazem a tarefa, independentemente de gostarem ou não, simplesmente pelo fato de amarem sua função e de estarem comprometidos com seu sucesso.

10. Comprometa-se: Não basta querer, nem estar convencido de que algo precisa ser feito. Tem que se comprometer com a ação, aceitar que você precisa renunciar algo em benefício do que tanto deseja, do que tanto quer.

11. Ame: Isso mesmo. Você precisa também desenvolver o amor. A razão é simples. Quem ama faz melhor e pelos interesses corretos. Porque vê em seu trabalho a expressão de seu ser. Vê em seu trabalho a possibilidade de realização pessoal e de fazer a diferença, de uma forma ética e responsável. E por amar tanto a possibilidade de fazer pelo outro, acaba fazendo mais. Ou você não notou que acabei por colocar onze maneiras, ao invés de dez, como tinha prometido?

Paulo Angelim é palestrante nacional em marketing, vendas e motivação e autor de quatro livros. Visite o site: www.pauloangelim.com.br

Conteúdos Relacionados

Dica número 1 de liderança em vendas

Volta e meia recebo perguntas como esta: “Raul, se você pudesse me dar só uma dica sobre como ser um gestor melhor, qual seria?”

Procuro evitar responder questionamentos como este porque eles costumam vir de alguém que está procurando um atalho ou uma pílula mágica, mas a verdade é que sempre existe mais de uma opção para resolver um problema ou desafio – por isso mesmo, buscar uma única ferramenta milagrosa raramente traz os melhores resultados.

Continuar lendo
Rolar para cima