10 vídeos imperdíveis do TED para quem trabalha com vendas

10 vídeos imperdíveis do TED para quem trabalha com vendas

Já recomendamos que você desacelere um pouco. Mas desacelerar não significa parar, ficar para trás. Desacelerar é dar um tempo na correria do dia a dia e dedicar alguns minutos para cuidar de si mesmo, ouvir e ver novas ideias, buscar diferentes fontes de inspiração e encontrar novos caminhos para inovar. Ou seja, dá para desacelerar sempre, sem parar nunca.

Com base nessa ideia, pedimos para nossos colunistas indicarem seus vídeos favoritos do TED para quem trabalha com vendas. O TED (sigla para Technology, Entertainment, Design) é uma fundação norte-americana sem fins lucrativos que realiza conferências em diversos países com o objetivo de “espalhar ideias”.

Os vídeos possuem um padrão de formato: as apresentações dos palestrantes têm, em média, 18 minutos – essa fórmula é baseada em pesquisas que apontam que o ser humano tem dificuldade em reter atenção por mais tempo que isso.

O TED é, atualmente, um dos maiores fenômenos globais, disseminando conhecimentos e ideias sobre os mais variados temas: de tecnologia, design, negócios, ciências e economia a aventura, amor, psicologia, mágica, empatia, antropologia e muito (muito) mais.

Se você ainda não conhece, a lista a seguir é a sua oportunidade de entrar no mundo TED com o pé direito, assistindo ao que há de melhor por lá na opinião dos nossos colunistas. E se você já conhece, sabe que vale a pena investir mais alguns preciosos minutos conferindo as recomendações a seguir. Você só tem a ganhar!

Raul Candeloro indica:

Dan Pink – O enigma da motivação

Motivar é um dos grandes desafios dos líderes hoje em dia. Nessa palestra, Dan Pink mostra que a ciência da motivação vai além da dupla tradicional “castigo e recompensa”, explicando de que forma dar espaço para a criatividade e o engajamento pode motivar as pessoas.

Conhecendo exemplos de experimentos práticos e reais, você vai entender que castigo e recompensa nos deixam mais focados, com o olhar mais restrito, enquanto criatividade e engajamento nos fazem ir além. O que você busca dos seus colaboradores?


Claudio Diogo indica:

Dan Gilbert – A surpreendente ciência da felicidade

Quando pensamos em “felicidade”, logo imaginamos uma situação em que tudo acontece conforme nós queremos. E se alguém lhe dissesse que, mesmo quando as coisas não saem como planejado, ainda assim é possível sentir-se verdadeiramente feliz? É o que Dan Gilbert propõe nessa palestra do TED.

O psicólogo norte-americano explica como funciona nosso sistema “imunológico-psicológico”, que faz com que, ao contrário do que muitos pensam, grandes traumas de nossas vidas tenham pouca ou nenhuma influência sobre nosso sentimento de felicidade.


João Baptista Vilhena indica:

Shawn Achor – O segredo feliz para trabalhar melhor

Por que será que algumas pessoas estão tão acima da média em termos de habilidade intelectual, atlética, musical, criativa, etc.? A resposta, segundo Shawn Achor, pode estar na forma como elas enxergam a realidade à sua volta.

Nesse vídeo, ele explica que em seus estudos sobre a psicologia positiva, descobriu que a realidade não necessariamente nos molda, mas as lentes pelas quais o cérebro vê o mundo é que moldam a realidade. E se conseguirmos mudar as lentes, não só podemos mudar a felicidade, mas também cada resultado educacional e empresarial que temos. Entenda essa ideia e comece a ajustar suas lentes.


Ricardo Ventura indica:

Elizabeth Gilbert – Sucesso, falha e o motor para continuar criando

“Como a criatividade pode sobreviver a seu próprio fracasso?” Essa foi a pergunta que conduziu a pesquisa da escritora Elizabeth Gilbert. Depois de escrever o best seller Comer, Rezar, Amar, ela se viu numa encruzilhada, tentando entender como poderia superar todo o sucesso da obra e continuar escrevendo.

O que ela descobriu foi que, depois de um grande sucesso, você deve fazer a mesma coisa que faz depois de um grande fracasso: deve voltar ao trabalho, voltar a fazer e se dedicar àquilo de que mais gosta. Mesmo sabendo que o próximo passo pode não ser tão bem-sucedido quanto o anterior, é preciso continuar.


Silvia Candeloro indica:

Matt Cutts – Tente algo novo por 30 dias

Muitas vezes, a solução para quebrarmos as barreiras da rotina é mais óbvia do que imaginamos: simplesmente fazer coisas diferentes. Em sua palestra, Matt Cutts questiona: “Tem algo que você sempre quis fazer e nunca fez? Então experimente fazer isso por 30 dias.”

Ele explica que esse é o tempo suficiente para você avaliar se quer incorporar a nova atividade à rotina ou não e explica que essa prática vai lhe trazer mais experiências, tornar sua vida mais interessante e divertida, além de lhe mostrar que você tem liberdade para mudar, basta querer. Ele garante que qualquer um pode fazer qualquer coisa por 30 dias. Aceita o desafio?


Raul Candeloro indica:

Dan Ariely – Temos controle sobre nossas decisões?

Dan Ariely é um economista comportamental que estuda os fatores que influenciam nosso processo decisório, especialmente os elementos relacionados à irracionalidade. Com exemplos simples de ilusão de ótica, Ariely mostra como podemos ser enganados por nossa própria mente.

Nesse vídeo, você vai entender como essas ilusões interferem nas escolhas que fazemos e como evitar que isso nos prejudique. Agora, a melhor decisão que você pode tomar é esta: assistir e entender melhor como os processos de escolha acontecem.


Marcelo Ortega indica:

Seth Godin – Como fazer com que suas ideias se espalhem

O cidadão que, há muito tempo, inventou o pão fatiado não foi alguém bem-sucedido. Isso porque sua magnífica invenção demorou cerca de 15 anos para começar a ser valorizada. Até que um dia uma empresa concluiu que era preciso espalhar essa ideia e ela ganhou o mundo.

Esse é apenas um dos exemplos que Seth Godin usa para mostrar que o sucesso de uma ideia não depende apenas de como é a patente, ou como é sua fabricação, depende de como você consegue fazer sua ideia se espalhar. Em sua palestra, Godin explica que, quando se trata de conseguir a atenção do consumidor, até as ideias mais loucas ou bizarras são mais bem-sucedidas que as formas comuns de marketing e vendas, que se tornaram um tanto chatas.

Ele aconselha: “A coisa mais arriscada que você pode fazer agora é não correr riscos.”


Marcelo Caetano indica:

Simon Sinek – Como grandes líderes inspiram ações

“Como você explica quando as coisas não saem como previsto? Ou melhor, como você explica quando os outros são capazes de alcançar coisas que parecem desafiar todas as suposições?” É com essas intrigantes perguntas que Simon Sinek começa sua palestra. E ao longo dos 18 minutos, ele as responde baseando-se no conceito do Círculo Dourado.

Ele conta que descobriu um padrão de comportamento em grandes lideranças – que pensam e agem da mesma forma, que é exatamente oposta à de todos os outros. Tudo está baseado nos questionamentos “por quê?”, “como?” e “o quê?”. Assista e entenda o que é preciso para ser um verdadeiro líder e como o Círculo Dourado pode contribuir para isso.


Leandro Branquinho indica:

Julian Treasure – Como falar de forma que as pessoas queiram ouvir

Você já teve a sensação de que estava falando e ninguém estava realmente ouvindo? Isso pode acontecer por diversos motivos. Em sua palestra, Julian Treasure mostra que algumas das coisas que mais atrapalham nossa comunicação são nossas posturas, nossas visões e nossos comportamentos. Por exemplo: entre uma pessoa positiva e uma negativa, qual você acha que as pessoas ouvem mais?

Nesse vídeo, você vai aprender quais são os sete pecados mortais do discurso e quais os quatro alicerces para você se basear se quiser que sua fala seja poderosa e cause uma mudança no mundo. Além disso, Treasure ainda dá dicas sobre como explorar sua voz e suas possibilidades de tons, volumes e ritmos. Quer que seus clientes o ouçam de verdade e que se sintam cativados pelo que você tem a dizer? Então, primeiro, ouça o que Treasure tem a lhe ensinar.


João Alberto Costenaro indica:

Tony Robbins – Por que fazemos o que fazemos

Há cerca de 30 anos, Tony Robbins é obsecado por saber o que faz a diferença na vida das pessoas e em seu desempenho. Ele encontrou as respostas na compreensão das necessidades humanas. Esse não é um vídeo para motivar, mas, sim, para conhecer suas motivações e refletir sobre o impulso interior que faz você agir da maneira que age.

Robbins mostra como nossas necessidades, crenças e emoções nos controlam mais do que podemos imaginar. Ele acredita que a emoção é a força da vida. Que agimos, sim, em nosso interesse, mas quando a emoção entra em cena, as coisas mudam completamente. Ele explica isso falando sobre as seis principais necessidades humanas e contando histórias incríveis.

*Matéria publicada originalmente na edição de Dezembro/2014 da VendaMais

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima