A arte de trabalhar com alegria

A arte de trabalhar com alegria está em dominar o mau humor, criando as condições necessárias para surgir o pensamento criativo. Certa vez, um gari foi entrevistado por uma repórter da TV. Na pauta estava um grande diferencial: a alegria com que o rapaz executava seu trabalho. Durante a reportagem, o rapaz foi tratado como um alienígena. Era como se a repórter, inclusive com ar de deboche, não acreditasse que era possível algo tão inusitado.

O discurso implícito era algo mais ou menos assim: ?Você é um infeliz! Como pode sorrir com um emprego deste??. Ela não disse isso, mas sua intenção ficou muito clara.

O gari era tão alto-astral que, percebendo a perplexidade da moça, brincou de ser estrela e começou a entrevistá-la. Conclusão: a moça estudada aprende com o pobre gari que não importa o cargo que se ocupa, você pode trabalhar com alegria.

A mídia prega, o tempo todo, que trabalho é algo ruim. O comercial de carros mostra pessoas nos escritórios sofrendo, deprimidas, descabeladas, sempre à espera da tão sonhada hora da saída, 17h59.

Acontece a mesma coisa com os cosméticos (você precisa de uma pele firme para agüentar o dia-a-dia). O café-da-manhã deve ser forte (afinal, seu dia será um inferno mesmo). Sopinhas para trocar pelo almoço (quem disse que você sairá para almoçar?) e por aí afora.

É claro que você também já se lembrou de outros comerciais assim.

Tal convenção coloca como gratificante apenas estar sentado atrás de uma grande mesa de vidro tendo tudo e todos à sua disposição. Será que só assim é possível trabalhar com alegria?

A primeira grande verdade que temos de aprender é que, durante a nossa vida, seremos de alguma forma contrariados. Por mais doloroso que possa parecer, outra grande verdade é que somente por meio do nosso trabalho conquistamos a independência financeira e, conseqüentemente, nos tornamos donos do próprio nariz.

Desde que me conheço por gente é assim: um dia estamos felizes, em outro nem tanto. Às vezes reconhecidos, às vezes invisíveis aos olhos alheios.

Portanto, partindo da idéia que temos de aceitar contrariedades e trabalhar para conquistar o nosso espaço e, assim, viver em harmonia com a sociedade, só nos resta trabalhar com alegria. Segundo os monges tibetanos, quando aprendemos a dominar nossos sentimentos permanecemos em verdadeiro estado de espírito, ou seja, não importa o que tivermos de fazer, sentiremos prazer em realizá-lo.

A arte de trabalhar com alegria está em dominar o mau humor, criando as condições necessárias para surgir o pensamento criativo, capaz de tornar qualquer situação desagradável em uma nova oportunidade de crescimento.

Decida hoje mesmo como você pretende trabalhar: ( ) com alegria( ) sem alegria.

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima