A DIFÍCIL ARTE DE OUVIR…

Uma das habilidades mais difíceis nos dias de hoje é a de ouvir. Há grandes falhas de comunicação por causa disso. Uma das habilidades mais difíceis nos dias de hoje é a de ouvir. Há grandes falhas de comunicação por causa disso. Não somente com relacionamentos familiares, mas nas empresas, na sociedade e em todo lugar.

Somos tão egocêntricos que não temos paciência de ouvir. Estamos tão focados em nós mesmos que, quando não estamos falando, não estamos prestando atenção.

Li num livro algumas frases que expressam exatamente a nossa limitação de concentração:

· ?Quando lhe peço que me ouça e você passa a me dar conselhos, você não fez o que lhe pedi?.

· ?Quando lhe peço que me ouça e você me diz que eu não deveria estar me sentindo assim, você está atropelando meus sentimentos?.

· ?Quando lhe peço que me ouça e você imagina que precisa fazer algo para resolver meus problemas, você me faz fracassar, por mais estranho que isso possa parecer?.

· ?Portanto, por favor, ouça-me por alguns minutos e, quando chegar a sua vez, prometo ouvir sem interrupções?.

Você certamente já passou por situação semelhantes a essas. O grande mestre de comunicação, o psicólogo Haim Ginnot, ensina uma fórmula interessante chamada de ?XYZ?, que poderá nos ajudará expressar nossos sentimentos quando não somos bem entendidos. Eis a fórmula:

?Quando você fez X, me fez sentir Y, e eu preferia que você fizesse Z?.

Vou citar um exemplo para ficar mais claro: ?Quando voltei de viagem esperava que você já estivesse no aeroporto me esperando, eu me senti deixado de lado e triste. Eu gostaria que você na próxima viagem estivesse lá para me receber?. Ao invés de: ?Pôxa! Estou há vários dias fora de casa e você me deixa um tempão aqui te esperando. Que sacanagem!?.

Lembre-se: se não há alguém que nos ouça e nos entenda, estamos fadados ao rompimento de um elo indispensável para sermos bem sucedidos na vida: a comunicação.

Frase: A natureza deu-nos dois ouvidos, mas apenas um boca ? Disraeli

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima