A formiga e a pomba

A formiga e a pomba Uma formiga sedenta veio à margem do rio para beber água. Para alcançá-la, devia descer por uma folha de grama. Quando assim fazia, escorregou e caiu dentro da correnteza.

Uma pomba, pousada numa árvore próxima, viu a formiga em perigo. Rapidamente, arrancou uma folha da árvore e deixou-a cair no rio, perto da formiga, que pode subir nela e flutuar até a margem.

Logo que alcançou a terra, a formiga viu um caçador de pássaros, que se escondia atrás duma árvore, com uma rede nas mãos. Vendo que a pomba corria perigo, correu até o caçador e mordeu-lhe o calcanhar. A dor fez o caçador largar a rede e a pomba fugiu para um ramo mais alto.

De lá, ela agradeceu à formiga:
? Obrigada, querida amiga.

Baseado em fábula de Esopo.

Moral da história para sua vida prática:

Quem é realmente grato, sempre encontrará uma oportunidade para demonstrar sua gratidão. Pense nisso: olhe a sua volta e reconheça quando seus colegas o ajudam. Lembre-se de que uma boa ação se paga com outra.

Saiba focar os problemas e controlar as preocupações do dia-a-dia, assim como os sentimentos de frustração e angústia. Nesses momentos, pare dez minutinhos, relaxe e volte ao trabalho.

Ao tratar as pessoas, seja gentil e atencioso sempre. Faça disso o seu diferencial. Você perceberá o quanto aos pessoas se aproximam mais de você. Comece com um bom-dia caloroso, você sentirá a diferença.

Colaboração: Cione dos Santos

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima