A ilha dos sentimentos

Era uma vez uma ilha onde todos os diferentes sentimentos viviam: a Felicidade, a Tristeza, a Sabedoria, o Amor e todos os outros. Era uma vez uma ilha onde todos os diferentes sentimentos viviam: a Felicidade, a Tristeza, a Sabedoria, o Amor e todos os outros.

Um dia foi dito aos sentimentos que a ilha ia afundar. Então, todos prepararam os seus barcos e foram embora. Só não o Amor, que queria ficar até ao último momento.

Quando a ilha estava quase afundando, o Amor decidiu pedir ajuda.

A Riqueza passou ao lado do Amor num luxuoso barco e ele disse-lhe: “Riqueza, podes levar-me contigo?”. “Não, tenho muito dinheiro e ouro no meu barco. Não tenho lugar para ti”, foi a resposta.

Um pouco depois o Amor perguntou ao Orgulho, que passava também num barco fantástico: “Orgulho, ajuda-me, por favor?”. “Não te posso ajudar, Amor. Estás todo molhado e podes estragar meu barco”, respondeu o Orgulho.

A Tristeza estava por perto, e mais uma vez o Amor perguntou: “Deixa-me ir contigo”. “Oh, Amor! Estou tão triste que preciso ficar sozinha!”, respondeu ela.

Por fim, a Felicidade passou também ao lado do Amor, mas estava tão feliz que nem ouviu-o chamar.

De repente, uma voz disse: “Vem comigo, Amor. Eu te levo!”. Era um velhote que falava.

Depois de tudo, o Amor sentiu que devia muito ao velhote e perguntou à Sabedoria: “Quem me ajudou?”. “Foi o Tempo?, respondeu ela. “O Tempo?” refletiu o Amor; “Mas por que ele me ajudou?”. A Sabedoria, em meio a um sorriso, respondeu: “Por que só o Tempo é capaz de compreender quanto o Amor é importante na vida”.

Frase: ?O tempo é a imagem móvel da eternidade? – Platão

Texto circulando na Internet. Autor desconhecido. Enviado por Therèse e Vérane, do Clube-positivo. Site: www.clube-positivo.com

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima