A maior visão de todas

Bruno Germano: mesmo sendo deficiente visual, ele vende e se supera Bruno Germano ficou cego, ele não nasceu cego. Não contraiu a cegueira por doença e, tampouco, a teve jovem. Isso aconteceu subitamente, há oito anos, após um acidente de carro. Na época, ele tinha 33 anos e era corretor de imóveis.

A recuperação foi difícil, relata: “Passei por um processo de reabilitação e aprendi a me locomover com bengala, ler em braille e utilizar o computador através de um sistema sintetizador de voz para leitura de programas”. Depois de aprender as novas habilidades, queria voltar a trabalhar, mas os comentários dos amigos não eram incentivadores. “Muitos achavam que o melhor que eu podia fazer era me aposentar. Mas me aposentar como? Por invalidez? Isso não soava bem para mim, nunca me considerei inválido.”

Bruno conseguiu um trabalho em uma empresa que vendia planos de saúde em Limeira, SP. “Mesmo sem recursos, pois não tinha computador, eu fazia todas as anotações em braille.” Hoje ele trabalha na Sonho Real, agência de turismo. Faz pós-venda, liga para saber se os clientes ficaram satisfeitos com as viagens, excursões e oferece novos pacotes turísticos. Bruno dá palestras em faculdades sobre as mudanças que podem ocorrer na vida das pessoas e como aproveitá-las. Em um desses eventos, conheceu Luiz Santana, que fazia um trabalho de conclusão de curso sobre golfe para cegos e o convidou para treinar. No Brasil não havia nenhum jogador de golfe cego. Bruno foi o pioneiro: “O golfe é um esporte de superação em que o resultado final é medido em função do seu desempenho no campo. Não pelo desempenho do adversário. Se você não tem um bom resultado hoje, da próxima vez sentirá necessidade de se superar para alcançar um resultado melhor”.

Bruno conta de onde vem sua motivação: “Aprendi a nunca me desesperar, mesmo diante de grandes dificuldades. Aproveito as oportunidades ao redor, pois sempre há uma saída”.

Para conferir a entrevista com Bruno Germano na íntegra, acesse www.motivaonline.com.br e clique na seção Motiva Plus.

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima