Araújo, da Multiprado, faz 60 anos em grande forma e ensina como superar dificuldades

araujo

Feliz aniversário Araujo

1) De onde surgiu a ideia de montar um escritório de representação comercial de carnes?

Eu era funcionário de um frigorifico e trabalhava na emissão de notas fiscais (faturamento), também auxiliava em algumas vendas. Certo dia um representante da empresa veio nos visitar, ele estava bem vestido e de carro novo, também era bem educado por consequência bem sucedido. Na mesma hora eu disse para mim mesmo: eu vou ser igual a ele, só preciso melhorar minha performance, aquele pensamento me acompanhou por um ano, quando decidi pedir demissão para realizar o meu sonho.

2) Qual foi a maior dificuldade que você se deparou?

No inicio eu senti que os fornecedores preferiam representantes mais experientes e os clientes vacilavam em comprar de mim temendo que o produto não fosse entregue, isto me deixava magoado, mas servia de incentivo para que eu me esforçasse cada vez mais.

3) Por que você escolheu ser representante/vendedor?

Sou apaixonado por pessoas, e sempre gostei da transparência e da conversa sincera olhando nos olhos, e desde a adolescência adorei ver lojas cheias, gente vendendo e gente comprando, isto sempre me chamou atenção e quando tive a oportunidade não vacilei agarrei com unhas e dentes.

4) Que motivos você acredita que fizeram a Multiprado ser uma das maiores/melhores representações do Brasil? Qual a sua contribuição nisso?

Se eu tenho alguma qualidade ela se chama planejamento e persistência, como vendedor e como representante eu não sossego até não realizar aquilo que planejei, faço isto há 30 anos e os resultados tem sido maravilhosos. A melhor comissão que eu recebo hoje, não é em dinheiro e sim o reconhecimento e a credibilidade dos fornecedores e dos clientes.

5) De onde você buscou conhecimento para atuar como vendedor?

Sempre tive sede de aprender e gosto muito da frase que diz: “quando a pessoa pensa que sabe tudo, é ai que ela precisa apreender” procuro todos os dias buscar novas informações, fiz e continuo fazendo cursos que tenham relacionamento com minha profissão, pois sei que o vendedor moderno não vende só produtos ele tem que ser um repassador de segurança para o seu cliente e a boa informação gera confiança nas pessoas que são atendidas.

6) Você já pensou que a Multiprado poderia não dar certo? Se sim, em qual momento?

Nunca pensei em desistir, já passei por dificuldades, mas jamais pensei na hipótese de ser derrotado por problemas, por maiores que eles fossem. Pelo contrario, foi na hora da dificuldade que eu levantei a cabeça e disse: agora eu tenho que fazer a diferença e sempre venci esta batalha.

7) Qual é sua melhor tática na hora de uma venda?

Sempre que inicio uma negociação, me coloco no lugar do fornecedor e do cliente, por isto gosto de dizer que uma boa venda você só faz quando representa qualidade e vende beneficio, ou seja eu preciso provar para o vendedor e para o comprador que o ganha é essencial para sobrevivência de ambos.

8) Nas horas vagas, o que você gostar de fazer?

Sou uma pessoa simples e muito sentimental, adoro ler e escrever, tenho como hobby escrever poesias. Estou dando andamento no meu 4º livro, também acho que para amar alguém primeiro você precisa gostar de você, por isto pratico exercícios diariamente me cuido bastante, sou um pouco vaidoso e participo de dezenas de rústicas e meias maratonas por ano em todo o Brasil e até no exterior.

9) Qual e seu maior sonho, como vendedor? E como pessoa?

Como vendedor eu não tenho um grande sonho e sim um sonho permanente que é o de ser uma referencia na minha profissão, se eu puder escolher um dia entre ser o maior vendedor ou o melhor vendedor, com certeza eu escolheria a segunda opções.

Como pessoa eu realizo um sonho bom todos os dias quando levanto pela manhã, olho no espelho e posso agradecer a Deus por mais uma oportunidade que eu tenho de fazer tudo o que gosto, e fecho com chave de ouro o meu dia quando noto que além de ser feliz eu consegui fazer as pessoas do meu convívio felizes também.

 

Se for para surpreender alguém que seja positivamente.
Obrigado pela oportunidade .

Luiz Carlos Pinto de Araujo.

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima