Avaliação do crescimento

Desempenho e crescimento caminham juntos. Ao tratar da avaliação do desempenho, é preciso considerar o crescimento do colaborador que é avaliado. Desempenho e crescimento caminham juntos. Ao tratar da avaliação do desempenho, é preciso considerar, especialmente, o crescimento do colaborador que é avaliado. Além dos benefícios de identificação das competências técnicas e comportamentais, aproximação entre líder e seguidor, reconhecimento e motivação, etc., proporcionados por tal instrumento, percebe-se o desenvolvimento pessoal que resulta em alguns casos.

Avaliar os trabalhadores requer algumas habilidades e cuidados, principalmente em relação ao procedimento de devolutiva, quando o avaliador conversa com seu avaliado, expondo-lhe os resultados. Primeiramente é preciso planejar para realizar uma adequada avaliação de desempenho, investigando que itens devem ser verificados, sua relevância para a evolução organizacional e a sua repercussão após o feedback. A organização que realiza a avaliação do desempenho pela primeira vez precisa comunicar com interesse, detalhamento e consistência aos seus colaboradores as razões que a levaram a tal proposta. Ela deve, ainda, tornar esse empreendimento parte de sua cultura e, com o passar do tempo, aperfeiçoar os conteúdos, aplicações e devolutivas. A avaliação do desempenho não pode caracterizar uma punição, ela deve ser percebida por todos como um instrumento a serviço do desenvolvimento e da oportunidade de avanço.

Para aumentar a compreensão, o engajamento na avaliação, reduzir erros e temores, considere que uma pessoa que avalia outra pessoa possui preferências particulares e tendências que podem influenciar no resultado. No entanto, conversar exaustivamente e se preparar para ampliar a qualidade de aplicação e devolutiva pode ser fundamental. A rigor, deve existir alguém experiente que também avalie o avaliador e o acompanhe durante o processo.

Entretanto, salienta-se que os resultados devolvidos podem causar outra resposta aos avaliados: o crescimento pessoal, além daquelas percebidas através dos itens descritos na avaliação. Alguns colaboradores respondem bem à devolutiva, mesmo nos casos em que a crítica não seja tão favorável. Porém, há outro tipo de reação em algumas pessoas, e diz respeito ao seu comportamento: silêncio, distanciamento e expressões que sinalizam raiva. Para algumas, a avaliação não passa de perseguição. Para outras, sabiamente, o crescimento ganha espaço e supera os instantes iniciais de revolta em razão da reflexão que se estabelece passo-a-passo. Oferecer tempo e respeito a essa introspecção é uma medida inteligente. A avaliação é mais extensa do que se presume, pois conta com o tempo de seus efeitos.

Embora seja difícil existir uma equipe homogênea de seguidores com bons resultados, salvo aqueles que estão maduros o suficiente para mudar e crescer. Portanto, são visíveis e louváveis os efeitos causados por uma correta aplicação e devolução de resultados de avaliação, destacando-se o crescimento profissional e especialmente o pessoal. Com efeito, se a intenção do líder que avalia seus seguidores for de aperfeiçoamento, segue-se que cada passo dado ao longo do processo de avaliação pode estar permeado por competência, conhecimento, experiência, vontade, confiança, amabilidade, planejamento, comunicação e humildade. A avaliação do desempenho é também a do crescimento.

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima