Benedito Cesar

Paixão que virou profissão! O colecionador de CDs e discos raros Benedito Cesar é uma das personalidades curiosas da feirinha do Largo da Ordem em Curitiba, PR. Ator, cantor e ex-radialista, ele vive atualmente do comércio de seu acervo, composto de mais de 10 mil itens e raridades trazidas de feiras da Europa, para onde viaja todo ano.

A paixão pela música começou cedo, quando Cesar adquiriu seu primeiro compacto dos Beatles. Aos poucos, o encanto pelo mundo musical tornou-se também uma forma de ganhar dinheiro. ?A comercialização de discos e CDs aconteceu meio automática. Eu vendia para um amigo, trocava com outro e assim foi começando, meio sem querer?, relembra. Hoje, 20 anos mais tarde, ele garante que tira no mínimo 3,5 mil reais por mês. Os artigos de sua barraca variam de 10 reais a 200 dólares, podendo ser apreciados também na Feira do Colecionador, realizada três vezes por ano em hotéis de Curitiba e São Paulo, e na internet, através do site www.discosraros.com.br.

Cesar explica que existe diferença entre o que homens e mulheres procuram, mas, em geral, o rock é o que mais vende. Seu principal público é masculino, com idade acima de 25 anos, embora essa não seja uma regra. ?Há garoto de oito anos que chega com a própria mesada atrás de um CD da época em que ele nem tinha nascido?, revela.

O multiartista não teme a crise e acredita que o melhor momento para ganhar dinheiro ?é agora?. Seu grande receio é o futuro musical, já que, segundo ele, ?a própria indústria está ?matando? a música?. Cesar espera que os apreciadores da arte defendam a qualidade através da audiência e aconselha as gravadoras a ?abrirem o baú?. ?Elas deveriam trazer de volta o antigo. Elvis, Rolling Stones, The Doors e Beatles vão vender sempre. Há muita coisa que você procura, e não encontra?, garante.

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima