Clima Organizacional Como mensurar algo tão abstrato e pessoal?

Motivação nas empresas e nos profissionais Como anda a motivação em nossas organizações? E em que isso afeta sua vida profissional? Pesquisa aponta os benefícios de compartilhar valores com a organização para somar resultados. Quantificar a motivação é tarefa complicada. Hoje já existem instrumentos que nos aproximam um pouco mais deste conceito, traduzindo-o em outros mais tangíveis (avaliando o nível de satisfação do colaborador com a empresa, com as lideranças, com o ambiente de trabalho, etc.). Um destes instrumentos é a Pesquisa de Clima Organizacional. ?A pesquisa de clima organizacional é um instrumento de análise do ambiente interno a partir do levantamento de suas necessidades?, afirma Flávia Kahale, diretora de pesquisa do Instituto MVC, que realizou essa pesquisa com seus associados, através do site do instituto.

Mas por que pesquisar? Uma pesquisa de clima, por si só, já funciona como um agente motivador, pois entende-se um subjetivo “estamos querendo ouvir você”. Esta atitude da empresa eleva o índice de motivação dos funcionários. A crença na empresa se eleva sensivelmente. Mas, se nada for feito com os resultados, a pesquisa terá efeito inverso. Você pode estar perguntando: mas por que tudo isso? O que eu tenho a ver com isso? Por que melhorar?

Porque é preciso. Hoje, com as transformações, globalização e competição, as empresas ? e os profissionais como eu e você ? devem, cada vez mais, melhorar seus índices de competitividade. Para isso, a empresa depende de seus seres humanos ? motivados, felizes e orgulhosos dos valores compartilhados com a organização. Caso contrário, aquilo que poderia ser feito em apenas uma hora com alto grau de qualidade, chega a demorar até dois dias para ser concluído. ?Em nosso banco de dados, algumas empresas parecem apresentar uma nítida correlação entre um baixo nível de motivação e um alto índice de doenças psicossomáticas?, diz Kahale. O resultado é um elevado gasto com assistência médica e ausência do pessoal.

Afinal, como motivar? O primeiro erro que algumas empresas ainda cometem é pensar que a única razão que motiva os colaboradores é dinheiro. Ledo engano. É muito fácil você comprovar isso. Imagine se hoje você duplicasse o salário de seus colaboradores. Ou se o seu salário fosse dobrado. Na hora seria a maior alegria, certo? E daqui a dois meses? Como seria? ?Já tivemos experiências com empresas onde o salário era bem acima da média de mercado e o grau de motivação era baixíssimo, muito aquém de empresas com salários inferiores?, comenta Flávia.

Então, o que motiva? Cada ser humano se motiva por razões diferentes. Estas razões devem ser coerentes com a cultura interna da empresa, que vai desde a contratação, passando pela manutenção do colaborador na empresa e no seu desligamento. Como resultado geral do banco de dados do Instituto MVC com mais de 60 mil pessoas – incluindo lideranças -, em que pelo menos cerca de 10% foram entrevistadas pessoalmente, pôde-se concluir:

O que motiva os Colaboradores O que desmotiva os Colaboradores 1. Desafios

2. Integração

3. Oportunidade de crescimento profissional

4. Estabilidade

5. Oportunidade de desenvolvimento profissional

6. Benefícios

7. Valorização e reconhecimento

8. Imagem da empresa frente ao mercado

9. Visão de futuro

10. Salário

11. Participação (sentimento de ser ouvido pela empresa)

12. Acesso às novas tecnologias

1. Falta de desafios

2. Pouca oportunidade de crescimento e desenvolvimento profissional

3. Falta de clareza nos critérios utilizados para avaliação. Feedback insatisfatório

4. Falta de valorização e reconhecimento pela empresa

5. Relação insatisfatórioa com a liderança

6. Falta de autonomia

7. Falta de visão do todo ? baixo sentimento de participação. Sentimento de pouco acesso à informação

8. Salário

9. Processos internos difíceis / excesso de burocracia

(A pesquisa foi realizada em 2002) Dimensões-Chaves Este conteúdo está assentado sobre algumas dimensões-chaves pesquisadas, consideradas como impactantes sobre a motivação:

Desafio – Quanto maior o nível hierárquico de uma empresa, mais iremos encontrar o desafio como mola propulsora. Todos precisam sentir que suas funções ainda têm desafios para que haja motivação para executá-las.

Realização / Satisfação – 81% do universo pesquisado considera que para se fazer bem feito é preciso gostar do que se está fazendo. Quando encontramos pessoas que não vêem sentido no que fazem, apenas entregam à tarefa 10% de sua capacidade de produção, mesmo que estejam com todos os outros focos de motivação sanados.

Valorização / Reconhecimento – Sentir que é reconhecido pelo que faz está intimamente ligado ao sentimento de realização: 72% responderam que gostariam de ser valorizados pelo trabalho que executam. E ser valorizado significa receber maiores desafios, receber feedback, ser ouvido, ser tratado com igualdade, crescer profissionalmente, etc.

Participação – Qualquer projeto que venha ser implantado na empresa precisará contar com um alto grau de participação e comprometimento dos seus colaboradores. Empresas em que os funcionários participam das decisões têm índices de motivação bastante altos, pois os colaboradores sentem-se co-responsáveis pela empresa.

Perspectiva de Crescimento Profissional – Para o colaborador, o sentimento de que há investimentos em sua vida profissional funciona como uma alavanca. A possibilidade de crescimento é um fator que se expressa não apenas em uma ascensão dentro do organograma da empresa, mas na quantidade de desafios e no aumento de responsabilidades.

Liderança – O papel do líder e seu estilo de liderança são fundamentais para desenvolver a satisfação dos funcionários no trabalho. Contribuem para a motivação da equipe: o comprometimento dos funcionários, a confiança na empresa, a segurança e o sentimento de valorização do funcionário conquistado através de feedback , respeito e credibilidade. Hoje, a preocupação em preparar as lideranças para agirem como um agente propiciador de motivação é grande, pois historicamente nunca foi tão necessário sua ação junto aos colaboradores.

Integração – Comprometer a equipe significa inserir na personalidade de cada indivíduo a grandeza do trabalho, dos propósitos da empresa, da missão que ela tem. ?Em muitas entrevistas ouvimos ?cada área é uma empresa, cada departamento é uma empresa, cada sala é uma empresa, cada mesa é uma empresa?. Isso para o ser humano em geral é muito ruim. O que as empresas estão precisando hoje é da sinergia das atividades em equipe?, comenta Flávia, enfatizando que equipes integradas ajudam a criar e manter ambientes motivadores e de grande poder competitivo.

Reconhecimento Financeiro – A questão salarial está ligada diretamente à satisfação das necessidades básicas do funcionário. Em empresas onde a remuneração é muito abaixo do mercado, esse fator tende a ser o primeiro, mas isso somente quando é constatado um turnover alto. Satisfeitas as necessidades básicas, esse fator se torna cada vez menos importante na cadeia de valores de motivação.

O que precisa ser mudado nas empresas? e em nós, profissionais …O sentimento de que o sucesso do passado garante o sucesso do futuro

…Desequilíbrio na valorização das competências técnicas em detrimento das competências emocionais e de gestão

…Falta de foco nos resultados, falta de visão

…Falta de transparência nas comunicações

…Falta de comprometimento com os valores da empresa

…Falta de coerência entre o discurso e a ação

Fonte: Construindo Programas de Liderança Através de Pesquisas de Clima, de Denize Dutra e Flávia Kahale.

E você? Como líder ou mesmo como profissional que quer chegar à liderança, é muito importante estar ciente de tudo o que falamos até agora. Mas e você? Como anda sua motivação?

Faça uma uma auto-avaliação respondendo as perguntas a seguir:

1. Como anda o seu nível de motivação?

2. O que é que lhe motiva, hoje, em seu trabalho/empresa?

3. Quais os fatores mais importantes atualmente para manter seu nível de motivação em patamares elevados?

4. Que nota (entre zero e dez) daria para seu nível de motivação no desempenho de suas funções?

5. Que atitudes vêm tomando para melhorar a satisfação com o trabalho?

A partir dessas questões, bastante simples e básicas, tente fazer um acompanhamento da sua motivação, conhecendo e identificando seus pontos fortes e fracos, não só na vida profissional como também na pessoal.

Texto baseado na Pesquisa de Clima Organizacional do Instituto MVC. O MVC é uma empresa que integra as atividades de consultoria, educação corporativa, educação à distância, pesquisa e editoração. Para Saber Mais: www.institutomvc.com.br

Pesquisas indicam que colaboradores com baixos índices de motivação utilizam somente 8% de sua capacidade de produção. Em setores/áreas/empresas onde encontramos colaboradores motivados, este mesmo índice pode chegar a 60%

Salário, quando muito baixo, age como agente desmotivador, mas o oposto não leva necessariamente a melhores resultados

Quando perguntados sobre o que fariam para melhorar a motivação dos funcionários se fossem presidentes de suas organizações, cerca de 62% responderam ?ouviria mais os funcionários?

?O segredo da felicidade não é fazer sempre o que se quer, mas querer sempre o que se faz? Leo Nikolayevich

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima