COMANDO S ÁUDIO

Música a serviço da publicidade O tempo passa, o tempo voa e a poupança Bamerindus… Se você tem mais de 20 anos com certeza terminou de cantar esse que é um dos jingles mais conhecidos do Brasil. Tão conhecido que durou mais que o próprio banco.

O que pouca gente sabe, além da letra da música, é que anúncios publicitários também dependem de profissionais para vendê-los. Com o intuito de esclarecer o processo de criação e venda de produtos musicais, a VendaMais entrevistou Gilvana Viana, gerente de novos negócios da Comando S Áudio, que além dos jingles produz trilhas sonoras para filmes, spots (anúncios falados) e sound design (efeitos musicais). ?Você pode não acreditar, mas nasci para trabalhar com atendimento, prospecção e relações públicas. O que me atraiu para essa área é a falta de rotina e o networking?, explica Gilvana.

1) Quais as principais dificuldades encontradas na venda de um serviço tão específico como a produção musical?

O mercado publicitário é muito competitivo, temos que ser criativos e pontuais para estar à frente dos nossos concorrentes. Quando você cria uma rede de relacionamentos fica mais fácil passear na área, mas a conquista do cliente só acontece quando apresentamos um trabalho inovador. Você tem que conhecer bem a sua área de atuação, ter ao seu lado os profissionais certos e saber cumprir os prazos. Eu não chamaria isso de dificuldade, mas de desafio.

2) Como você faz para vender música?

Você tem que conhecer o mercado publicitário, as principais agências e produtoras de filmes. Fora isso, você tem que saber vender o seu peixe. Sabe aquela velha história: ?a arte de convencer e encantar?, pois bem, se você não tem isso, esqueça.

3) Qual a estratégia da Comando S Áudio para atender bem os cliente?

Exijo que os prazos sejam cumpridos e que o briefing passado pelo cliente seja seguido à risca. Chegamos a fazer 45 trabalhos em um único mês, mesmo assim eu acompanho todos os processos diariamente. Se não acompanha-los e acontecer qualquer problema, como um prazo não cumprido, por exemplo, corremos o risco de não trabalharmos mais com o cliente.

4) Como vocês se diferenciam da concorrência?

Cada trabalho é feito artesanalmente, ou seja, se precisamos de uma orquestra para uma trilha, gravamos com uma orquestra ao invés de usarmos uma pronta do computador. O fato de termos músicos também é vantajoso, pois podemos compor nossas próprias trilhas.

5) Qual o fator que você julga primordial para obter sucesso em prestação de serviços?

Segurança e conhecimento no que faz e oferece. Ser profissional é saber que cada trabalho é único e deve ser tratado como tal. Quando prospectamos clientes é fundamental já ir com uma amostra do que pode ser a trilha da campanha, temos que surpreender.

6) Dê três dicas para quem quer iniciar nesse setor.

Conhecimento em marketing é importante, pois ajuda você a traçar estratégias e saber ampliar sua rede de contatos. Seja apaixonado pelo o que você faz, dedique-se ao extremo, mesmo que isso signifique sacrificar algumas noites de sono. Esteja atento aos acontecimentos do mercado, às tendências musicais, aos novos softwares e seja criativo.

… continua numa boa. É a poupança Bamerindus, dus, dus, dus.

Colaborou nesta matéria: Mateus Redivo

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima