Como usar corretamente o cartão de visita

Faça de seu cartão de visita um objeto eficiente de comunicação e se aproveite dele para vender mais O cartão de visita é, sem dúvida alguma, um elemento importantíssimo que rege o código dos relacionamentos pessoais, sociais e profissionais. No Brasil, ele ainda é bastante negligenciado por muitas pessoas, mas seu uso correto destaca o profissional, principalmente no intercâmbio com outros países.

É usado tanto no convívio social quanto profissional. Em ambas as circunstâncias, tem as seguintes finalidades:

» Apresentar pessoas e empresas.
» Acompanhar o envio de flores e presentes ou agradecê-los.
» Aceitar ou recusar convites escritos.
» Enviar condolências, felicitações e cumprimentos.
» Agradecer apoios recebidos.
» Substituir visitas.
» Acompanhar importâncias em dinheiro.
» Lembrar um convite feito oralmente.
» Comunicar mudança de endereço.

Ele é tão necessário e indispensável no trato profissional quanto uma boa vestimenta. O profissional que não o possui passa uma péssima imagem de si e da empresa em que trabalha.

A famosa desculpa de que os cartões acabaram revela falta de organização e logística pessoal ? o seu estoque deve ser constantemente monitorado para que seja reposto antes que termine.

O cartão deve ser entregue na mão da pessoa, segurado pela parte superior, entre o polegar e o indicador dobrado e com o nome posicionado de maneira que possibilite sua leitura imediata. Japoneses e chineses valorizam tanto essa forma de contato que o recebem com as duas mãos.

Ao receber um cartão, leia o que está escrito e se atenha ao nome. Não tem gafe maior que guardá-lo no bolso sem ler e depois perguntar o nome da pessoa.

No trato profissional, a qualificação da pessoa mencionada no cartão possibilita o início de uma conversa amistosa. Os cartões devem ser entregues antes das reuniões e devem ficar em sua frente para lembrar os nomes e níveis hierárquicos.

Outra gafe é esquecer de guardar o cartão recebido antes de ir embora. Em um almoço de negócios, quando não houver oportunidade de trocá-lo antes de sentar-se à mesa, entregue-o no fim da conversa, depois que todos terminarem de comer.

Ao falar com um jornalista, dê o seu cartão logo no começo da conversa para que o nome seja mencionado corretamente na matéria a ser publicada.

Após as apresentações, cabe ao executivo mais graduado oferecer seu cartão e pedir o do outro para um futuro contato ? é uma demonstração de gentileza e traquejo.

Para não correr o risco de tirar do bolso um cartão amassado, use um porta-cartões. O cartão profissional deve conter o nome do executivo, seu cargo, telefone, fax, e-mail, CEP, logomarca e site da empresa.

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima