Comunicação para todos!

Comunique-se de forma simples e fale e escreva o que é necessário! Boa parte da minha vida, passei estudando e tentando encontrar formas de me comunicar melhor. Um dia, finalmente minha ficha caiu. Foi nesse momento que compreendi que mais que aprimorar meu vocabulário e escrita, eu precisava ser coerente e me fazer entender.

Então, decidi abandonar o vocabulário acadêmico cheio de a prioris e a posterioris, para que as pessoas realmente compreendessem a minha mensagem principal. A flexibilidade da linguagem, regionalidades e, sobretudo, a criatividade nos permitem comunicar idéias para todas as classes com clareza. Veja alguns exemplos:

Tentar falar difícil ? Vai gaguejar. Afinal, está tentando impressionar, mas a troco de quê?

Tentar falar escrachado ? Vai se sentir ridículo. Já ouvi dizerem: ai! Isso não combina comigo… blablablá.

Tentar ser você mesmo ? Então? (essa eu deixo por sua conta).

Dica: Ser eu mesmo é a que tem funcionado melhor. Eu garanto!

Afinal, do que estou falando? Simplicidade, é claro! Mas, por favor, não a confunda com analfabetismo e ignorância, pois quando o assunto se refere à política e diplomacia internacional, a formalidade acadêmica são imprescindíveis.

É na linguagem simples que se compreende o verdadeiro objetivo de nossa comunicação. Ela é bem útil em nosso dia-a-dia.

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima