Criatividade!

Ação, criação, criatividade, atitude! Não esqueça dessas palavras em tudo o que estiver fazendo. Tenho visto vendedores sem a mínima vontade de criar, limitando-se a copiar e a fazer exatamente como os outros fazem, conseguindo no máximo se igualar; outros conseguindo criar, mas sem colocar em prática. Para que a ação de criar tenha resultado é preciso de atividade, ou seja, atitude!

Vou dar um exemplo de atividades criativas tão necessárias no mercado e bem ao alcance de todos para que possamos refletir sobre o assunto. Função: representante comercial x lojistas do segmento de vestuário.

Os clientes estão exigindo, dos profissionais que atendem e vendem nas lojas, cada vez mais conhecimento técnico sobre produtos e tendências para seu perfil de consumidor. E entendemos que essas informações poderiam ser perfeitamente passadas pelos representantes comerciais, que vendem esses produtos aos lojistas. Por isso, orientamos os compradores que solicitassem a eles explicações técnicas sobre as marcas e os produtos que representam, treinando assim sua equipe de vendas. O objetivo seria unir o útil ao agradável, os vendedores venderiam mais e os representantes também. Porém, boa parte dos representantes não topou a idéia, uns por não conhecerem bem os produtos que vendem, outros porque não sabem passar conhecimento e outros não mostraram vontade de ensinar.

Treino profissionais para vender e para comprar e pude confirmar os resultados positivos que esse tipo de ação pode trazer a todos. Um representante que vende uma marca de jeans aceitou o desafio, marcamos uma reunião para orientar as vendedoras de uma rede de lojas e ele fez um verdadeiro show. Falou sobre tendências, concepção da coleção primavera/verão, composição dos tecidos, combinações com outras peças (venda adicional), produto certo para o cliente certo, até desfile com as meninas ele fez e no final sorteou algumas peças da coleção. Show! Esse profissional criou e agiu = CriAtividade! Qual o resultado? A rede de lojas vendeu em jeans 35% a mais do que no mesmo período de 2006, já está negociando a próxima coleção e o próximo treinamento, o representante bateu suas metas e é referência no mercado. Essa situação fez com que a marca de jeans criasse um programa interno de treinamento, capacitando inclusive multiplicadores que, após o pedido do cliente (lojista), marcam um encontro com as vendedoras(es) para que quando o produto chegar estejam prontos para fazer um verdadeiro show em suas lojas. Essa ação pode ser sua, crie, melhore e tenha atitude!

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima