Cumpra a missão, ganhe dinheiro, seja feliz

raul-candeloroA semana passada foi bem agitada, pois tivemos a reunião do 10X, nosso grupo fechado de trabalho para palestrantes (no formato mastermind) e também o Fórum VendaMais, onde 200 líderes comerciais, empresárias e empresários reuniram-se para debater as principais tendências da gestão comercial.

A cobertura sobre o Fórum VendaMais vai sair em breve e você ficará sabendo de tudo que aconteceu por lá (quem sabe já não se organiza e participa em 2015? É sempre em Outubro!).

Nas minhas palestras e apresentações do Fórum VendaMais, reforcei tudo que temos visto com os Small Giants: a importância de fazer uma gestão baseada em VALORES (ou princípios).

Assim como seus valores definem quem você é, como se comporta, como reage e como se motiva/desmotiva, os valores de uma empresa definem padrões de comportamento, de reação, de escolha e também de excelência (ou não) em determinadas áreas.

Uma das coisas que mais tenho enfatizado em todas as minhas conversas com líderes é a importância de criar um ambiente de trabalho em vendas que não seja apenas ditado pela remuneração, por incentivos financeiros ou pelo materialismo.

Não dá para fazer isso se os VALORES/princípios não estiverem claramente comunicados e definidos.

E quando falo sobre isso, faço questão de lembrar que trabalhar princípios não é fazer apologia da pobreza. Pelo contrário!

Acredito que é ótimo ter dinheiro e acesso às experiências que ele proporciona.

Porém, estudos recentes mostram que esse materialismo é simplista e de curto prazo.

Estudos feitos por Kahnemann com 12.000 estudantes de universidades de elite nos EUA, acompanhando-os desde os 18 anos até os 37, mostrou que os estudantes que demonstraram aspirações puramente materialistas (quero ser rico/milionário, por exemplo) estavam menos satisfeitos e felizes com as suas próprias vidas – INDEPENDENTEMENTE da quantidade de dinheiro que haviam acumulado.

Mais: os materialistas tinham probabilidades muito maiores de ter desordens mentais (notadamente depressão) do que as pessoas com aspirações não materiais (ajudar o mundo, curar uma doença, dedicação a uma causa).

Isso acontece porque, superada a etapa inicial da subsistência básica, todo bem material cria um prazer de curta duração, que precisa ser renovado em quantidades mais altas, com maior frequência, para tentar reproduzir o prazer inicial.

Isso acaba provocando uma espiral perigosa, que muitas vezes leva a uma sensação de vazio, de depressão, de isolamento, de infelicidade. Mesmo que a pessoa tenha acumulado uma enorme quantia de dinheiro ou de bens.

O vendedor e a vendedora inteligentes, realmente de Alta Performance, tem a chance de unir esses dois mundos: ajudar os clientes a resolverem seus problemas (missão/aspiracional) com lucro para suas empresas e sendo remunerados por isso (materialista/$$$).

Alta Performance é a união desses dois mundos. Todo mundo ganha com isso, inclusive o vendedor e a vendedora, que podem ganhar dinheiro e serem felizes de verdade, ajudando os outros a melhorarem de vida (uma das únicas formas realmente duradouras de ser feliz).

E você: entende e cumpre sua missão?

Abraço e boas vendas,

Raul Candeloro

 

Artigo da semana

Entenda o que querem os clientes e venda mais

Folheando uma revista especializada no varejo brasileiro, deparei-me com uma pesquisa que me deixou intrigado. Ela demonstrava que o primeiro motivo de compra dos consumidores brasileiros era o preço …

 

Entrevista

A Revolução do Pouquinho

Uma forma eficiente para realizar as mudanças necessárias na vida é apresentada pelo publicitário Eduardo Zugaib, em seu novo livro “A Revolução do Pouquinho – Pequenas atitudes provocam grandes transformações …

 

Testemunhal

“Olá sou gerente de loja, trabalhamos especificamente com Acabamentos para Construção. Sou assinante há um ano dessa revista e ela só veio acrescentar na minha gestão. Estou muito feliz!!!!!!”
Carmen Monteiro

 

Para pensar

“A arte de escutar é como uma luz que dissipa a escuridão da ignorância”.
Dalai Lama

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima