Do tostão ao milhão

Se é tão simples assim, por que conhecemos tão poucos milionários? Talvez estejamos freqüentando bares errados, você pode me dizer… Na verdade, há dois fortes motivos: primeiro, não é tão simples poupar; segundo, obter a taxa de 8% ao ano acima da inflação não é tão trivial Se é tão simples assim, por que conhecemos tão poucos milionários? Talvez estejamos freqüentando bares errados, você pode me dizer… Na verdade, há dois fortes motivos: primeiro, não é tão simples poupar; segundo, obter a taxa de 8% ao ano acima da inflação não é tão trivial.

Na prática, poucos conseguem gastar menos que seus ganhos e acabam pendurados em dívidas que geralmente consomem o patrimônio líquido do devedor. Mesmo na classe média, poupar tem sido um desafio e tanto.

Nos últimos 35 anos, o Ibovespa rendeu 9,6% ao ano acima do IPC da Fipe. Os imóveis residenciais em São Paulo ofereceram cerca de 6,4% ao ano, já com o aluguel líquido. A caderneta de poupança, 4% ao ano. Os números indicam que seria pouco provável atingir a meta de 8% ao ano sem correr os riscos das Bolsas ou dos negócios próprios.

Quanto ao seu patrimônio, seria possível fazer algumas estimativas. Supondo que o comportamento dos mercados, no futuro, venha a ser semelhante ao do passado. Se você for bastante conservador e investir somente em caderneta de poupança, contentando-se com os históricos 4% ao ano, contará só com R$ 427 mil aos sessenta e cinco anos no lugar do sonhado milhão. Não é de todo ruim face ao baixo risco da caderneta de poupança. Aplicando em imóveis, o patrimônio final deve se aproximar dos R$ 700 mil; em ações, seguindo o Ibovespa, pouco mais de R$ 1,4 milhão. O desafio aqui será enfrentar as fortes oscilações do mercado acionário.

A estratégia que me parece mais sensata é a diversificação: buscar a consistência da renda fixa sem esquecer da pimenta da renda variável. Uma carteira bem equilibrada seria uma boa sugestão para obter um confortável patrimônio.

Mauro Halfeld é economista, escritor e colunista da Rádio CBN e de vários jornais brasileiros.

Para saber mais: Seu Dinheiro, de Mauro Halfeld (Editora Fundamento). Visite: www.editorafundamento.com.br.

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima