Dois fundamentos dos verdadeiros campeões de vendas

Um dos elogios mais significativos que se pode fazer a uma pessoa é que ela está sempre motivada e anima as outras pessoas. Um dos elogios mais significativos que se pode fazer a uma pessoa é que ela está sempre motivada e anima as outras pessoas. Isso significa que ela encara seu trabalho e sua vida com entusiasmo e, independente do que aconteça, permanecerá assim até que sua tarefa esteja completa.

No campo das vendas é, acredito eu, mais fácil perceber quando um vendedor está agindo com entusiasmo. A atitude de um vendedor movido pelo entusiasmo é percebida pela maneira como ele fala, anda e escreve. O tom de sua voz é ligeiramente mais alto do que o da maioria das outras pessoas à sua volta. Seus movimentos são mais rápidos e suas mãos são usadas para dar mais ênfase e demonstrar convicção de suas opiniões e comentários. Quando escreve, dá a impressão de que a caneta não consegue acompanhar seus pensamentos. Dizem que é por isso que muitos pedidos chegam com alguns erros, às vezes faltando informações sobre o código dos produtos.

Dois fundamentos são imprescindíveis para determinar o sucesso do vendedor ou vendedora, em qualquer segmento de atividade, seja no varejo ou nas vendas externas. Esses dois fundamentos são capazes de inspirar clientes a comprarem mais, de facilitar a solução de problemas entre fornecedor e cliente, de receber faturas em atraso e de reverter qualquer resultado desfavorável: chamo esses fundamentos de garra e determinação.

Superando dificuldades ? Constatei o quanto esses fundamentos são importantes para qualquer pessoa superar dificuldades e construir uma base que seja capaz de levar ao sucesso financeiro e à realização pessoal. Em um treinamento que realizei para 30 pessoas de uma empresa, tínhamos tanto vendedores como vendedoras. Nesse treinamento, conheci Adriana. Aproximadamente 32 anos, dois filhos. Ela não precisava trabalhar para ajudar a família, pois seu marido era gerente administrativo de uma empresa e tinha um bom salário.

Acontece que Adriana não estava realizada apenas como esposa e mãe. Ela não queria ser apenas uma espectadora dos acontecimentos à sua volta, queria realizar algo que pudesse sentir orgulho de si. Contra todos os prognósticos, pois havia estudado para tornar-se professora de História, ela entrou em uma empresa para vender pneus. Não de automóveis, mas de caminhões. Não em venda interna, mas em vendas externas.

O seu gerente de vendas me contou que não acreditava que Adriana resistiria sequer ao treinamento técnico necessário para começar a visitar seus futuros clientes. Mas com muita dificuldade para entender de pneus, ela conseguiu chegar ao final da primeira semana de treinamento.

Mesmo descrente, seu gerente deu-lhe um teste mais desafiador, reservou uma área de vendas em que até então ninguém havia conseguido sobreviver. Como disse ele: ?a região da fome?.

Para encurtar a história, dois anos e meio depois Adriana recebeu o prêmio de Melhor Vendedora da empresa, considerando o volume médio de vendas por cliente. Recebeu outro prêmio pela região, que abriu o maior número de clientes nos três primeiros meses do ano.

Perguntei a Adriana qual foi o ingrediente secreto para superar com sucesso todas as barreiras pessoais, profissionais e principalmente do segmento em que atua. ?Garra e determinação. Eu não podia desistir, precisa ficar motivada para mostrar para todo mundo que eu tinha entusiasmo para vencer o que considerei o maior desafio da minha vida, até hoje.?

Espero que a lição que Adriana passou para todos nós possa contribuir positivamente para você como contribuiu para mim e para outras pessoas. Outubro é o mês do vendedor(a) e essa história retrata exatamente o espírito com que todos devemos enfrentar a nossa atividade. Um grande abraço e muita garra e determinação para você e para sua equipe.

Conteúdos Relacionados

Dica número 1 de liderança em vendas

Volta e meia recebo perguntas como esta: “Raul, se você pudesse me dar só uma dica sobre como ser um gestor melhor, qual seria?”

Procuro evitar responder questionamentos como este porque eles costumam vir de alguém que está procurando um atalho ou uma pílula mágica, mas a verdade é que sempre existe mais de uma opção para resolver um problema ou desafio – por isso mesmo, buscar uma única ferramenta milagrosa raramente traz os melhores resultados.

Continuar lendo
Rolar para cima