Domando sua ferinha

Falar sobre disciplina não é só falar de castigo, é falar em encorajamento, recompensas e modelagem do procedimento da criança para que se comporte de maneira correta. Falar sobre disciplina não é só falar de castigo, é falar em encorajamento, recompensas e modelagem do procedimento da criança para que se comporte de maneira correta. Baseado nesta idéia, o Dr. Christopher Green ensina algumas maneiras práticas para disciplinar as crianças sem que você tenha que recorrer ao método ?já para o quarto, agora!?

1. Não recompense o mau comportamento Atenção é a maior recompensa de todas. Corte a atenção quando as coisas não estão indo bem e você não quer que o comportamento se repita. Elas devem ter a noção de que você não está satisfeito. Porém, cuidado, punir também é dar atenção. Gritar com elas, diccutir, ou mesmo, bater nelas é dar atenção. O melhor é cortar toda e qualquer atenção.

2. Não analise o comportamento do seu filho Não procure a lógica no comportamento dele, porque não vai encontrar nenhuma. Não adiante dizer ?Ele está fazendo isso deliberadamente para me aborrecer?, porque não é verdade. Também ele não está pensando muito no que está fazendo. ? Ele está me desobedecendo de propósito?, você diz. Nâo desobediência, ele só presta uma quantidade muito pequena de atenção naquilo que você diz.

Os pais podem envolver-se em dificuldades, agindo desse modo, fazendo pregações para crianças de 2 anos de idade por longos período de tempo, por uma alegada desobediência. è inútil. O debate sobre o bem e o mal é uma enorme perda de tempo, nesta idade. Deixe isso pra quando tiverem mais de 5 anos.

3. Diversão é sua melhor arma Toda a criança se diverte com facilidade, então, q2uando uma criancinha está começando com uma forma de comportamento que você desaprova, você poderá dizer algo assim: ?Olhe tem um cachorro no jardim, oh! ele foi embora.? Geralmente funciona. Pode parecer desonesto, mas vai salvar sua sanidade!

4. Conheça as artimanhas Tenho certeza de que você conhece todos os modos de conseguir um dia terrível com seu filhinho. Há certas coisas que são uma garantia para mantê-lo aceso, como, por exemplo, ir ao supermercado. Portanto, se você conhece situações que desencadeiam maus comportamentos nele, evite-as, enquanto ele é pequeno.

5. Dê instruções claras Comunicação clara é um dos artifícios utilizados por pais positivos. De nada adianta falar com a criança ?Você quer apanhar os seus brinquedos agora?? Mas, sim, olhá-la bem nos olhos e dizer ?Joãozinho, apanhe seus brinquedos. Vem cá, eu te ajudo.? Crianças pequenas jogam como máquinas. Elas experimentam você, porque sabem que se conseguirem jogar durante muito tempo você eventualmente poderá desistir e aí elas ganham o prêmio maior. Então, quando se tratar de disciplina, a alternativa é nunca deixá-las ganhar.

6. Ignore o que não é importante Muitos pais discutem sobre toda a espécie de assuntos irrelevantes, deixando as crianças tão excitadas que elas passam a comportar-se realmente mal. O que interessa é concentrar-se 20 por cento que realmente importam e ignorar 80 por cento que são irrelevantes. Isto é importante. Não esqueça, porém, de que quando você estiver optando por ignorar determinados comportamentos que não lhe agradam, faça-o firme mas calmamente, corte toda a espécie de atenção e não se importe com o que estiver acontecendo.

Para saber mais: Domando sua ferinha (capa para meninos), de Dr. Christopher Green (Editora Fundamento). ?Crianças são como cimento molhado, tudo que cai nelas deixa uma marca.? ? Haim Ginott

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima