Encontrando moedas

Certo dia, um pequeno menino andando pela rua achou uma brilhante moeda de cobre. Ficou muito animado por conseguir dinheiro que não lhe custou qualquer coisa. Esta experiência o convenceu a passar o resto de seus dias sempre andando com a cabeça baixa, olhos bem abertos, procurando por pequenos tesouros. Encontrando moedas

Certo dia, um pequeno menino andando pela rua achou uma brilhante moeda de cobre. Ficou muito animado por conseguir dinheiro que não lhe custou qualquer coisa. Esta experiência o convenceu a passar o resto de seus dias sempre andando com a cabeça baixa, olhos bem abertos, procurando por pequenos tesouros.

Ao longo de sua vida achou 382 moedas e cédulas. Ao todo conseguiu juntar R$ 13,96.

Conseguiu dinheiro por nada. Exceto que perdeu a beleza de 31.369 pôres-do-sol, e o esplendor colorido de 157 arco-íris. Ele nunca viu nuvens brancas movendo-se através de céus azuis, mudando entre várias formações maravilhosas. Nunca percebeu o espetáculo poderoso do aproximar de uma tempestade com suas nuvens cinza-escuro. Os pássaros voando, o sol a brilhar, e os sorrisos de milhares de pessoas que passaram não fazem parte de sua memória.

Quem sabe você está vivendo desta forma? Cabeça voltada para baixo, carregado com coisas triviais, com medo da dor e da crítica. Temendo coisas que nunca acontecem, esperando achar aquela moeda de cobre… por nada.

Na verdade, acredito que poucos de nós desperdice a vida inteira devido a esse medo, mesmo porque só perceberemos isso muito tarde quando a maior parte da vida já tiver passado. Porém, com certeza fazemos isso em muitos dos nossos dias, talvez justamente naqueles que fazem a diferença.

Não estou querendo dizer que devamos ser perfeitos, pois ninguém o seria, mas simplesmente que conheçamos nossas próprias fraquezas e pontos fortes para que com isso possamos mudar ou melhor moldar nossa atitude perante o dia-a-dia. Talvez assim consigamos chegar mais perto dos almejados sucesso, amor, felicidade ou qualquer que seja o seu objetivo maior.

Frase: ?Mergulhe no meio das coisas, suje as mãos, caia de cara no chão, depois tente alcançar as estrelas? ? Joan L. Curcio

Roberto Recinella é palestrante e atua há mais de dez anos na área de vendas. É fundador e coordenador do Projeto ?Sole Mio? ? newsletter semanal de sucesso. E-mail: [email protected] Fones: (16) 610-2042 ou 9794-1966.

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima