Endomarketing

Preocupe-se em fazer mais que apenas marketing da sua empresa. Atente-se também ao endomarketing! A princípio, endomarketing é uma palavra já bem definida no mercado, mas seu significado não está sendo desenvolvido ao público-alvo a que se destina. Os clientes internos de uma empresa (funcionários, fornecedores, acionistas e revendedores) ainda não estão na ponta da pirâmide, e sim em sua base. Muitos administradores acreditam que por pagarem um salário tudo está resolvido e manda quem pode, obedece quem puder.

Existe ainda um certo mito que diz que ?prata da casa não tem valor; que bons colaboradores devem ser contratados no mercado externo?. Por um lado, a última frase está certa, porque quando encontramos um excelente colaborador, o mínimo que devemos fazer é convidá-lo para nossas fileiras. Devemos criar uma gestão formada no endomarketing, o qual deve estar apoiado por um brilhante setor de treinamento e aperfeiçoamento, capacitando as pessoas que, ávidas por oportunidades, não conseguem mostrar, quanto mais fazer o que sabem.

Fico preocupado quando pacotes são criados e os principais atores deixados de lado. Se não houver o cumprimento, cabeças são decepadas, pois os administradores jamais assumem seus erros, que sempre serão da equipe de vendas que não soube comprar a idéia.

Desenvolver ações junto aos colaboradores é primordial para a implantação de qualquer produto ou serviço. Se todos não comprarem a idéia, caminhando na mesma direção e com comprometimento, não existirá empresa sólida o suficiente para agüentar as bancarrotas que enfrentará.

Conheço muitas empresas que deixam seus colaboradores de lado, esquecendo que outros precisam saber quem são e o que fazem. Já fui contratado por uma empresa e quando fui assumir ninguém sabia quem eu era. Imagine o caos. Por outro lado, já recebi ordens de pessoas que não sabiam quem eram nem o que faziam.

Desenvolver atitudes fortalece o relacionamento, cria raízes, desenvolve grandes idéias e dá oportunidades à prata da casa, cujos resultados valem ouro. Uma simples confraternização, em que participam desde o porteiro até o presidente de uma organização, alavanca resultados incríveis, colocando essa instituição no topo das mais desejadas, porque cliente interno satisfeito produz mais ? sem ser necessário pedir, quanto mais mandar.

Existem empresas transacionais que adotam a colocação do nome do colaborador na sua mesa e na porta de seu escritório. Parece algo banal, mas não é, porque isso valoriza o indivíduo e ele passa a ser mais um colaborador, deixando de ser um número dentro de uma organização. Desenvolver treinamentos e aperfeiçoamentos, colocando a realidade empresarial a todos os envolvidos, também cria mecanismos de defesa (cuidar melhor do patrimônio empresarial) e de ataque (melhorar a produção e a venda) e isso custa muito pouco, quase nada.

Um administrador não pode ser o dono do campinho e da bola. Ele deve escolher e dar oportunidades iguais a todos os que contribuem para seu crescimento. Usar a prata da casa tem valor decisório, com um custo menor. Trazer vendedores águias para dentro da organização custa muito e nem sempre a produção vai compensar essa nova despesa, sem contar que será criada uma desmotivação pelo não aproveitamento da prata da casa ? indo contra ao que se propõem no endomarketing, que busca fortalecer o relacionamento empresa/clientes internos.

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima