Etiqueta empresarial – Descubra o certo e o errado nas refeições de negócios

O ato de compartilhar refeições sempre foi considerado um sinal de proximidade entre as pessoas. No mundo dos negócios não é diferente. Convidar e ser convidado para refeições de negócios é muito comum no dia-a-dia de profissionais de vendas.

Infelizmente, nem todas as pessoas têm as noções básicas de boas maneiras à mesa, e é aí que se revelam sinais evidentes do nível de educação e elegância de uma pessoa. Há casos em que se perdem clientes importantes por algum deslize em uma refeição de negócios. Um típico exemplo de maus modos à mesa me foi contado por um conhecido, diretor de uma empresa multinacional, que estava à procura de um gerente comercial. Em uma etapa avançada do processo seletivo, ele convidou para almoçar o mais forte candidato, um jovem com excelente currículo, comunicativo e de boa aparência.

Esse meu conhecido conta que o favoritismo do candidato desapareceu quando viu o seu convidado lamber a faca. Restou somente apressar o final do almoço, pagar a conta e esquecer o desastre que havia sido aquele encontro. “Pelo menos percebi a tempo que ele não era o profissional certo para a vaga”, desabafou o diretor. “Imagine alguém com aqueles modos representar a minha empresa perante os clientes? Nem pensar!”.

Saber portar-se adequadamente à mesa é fundamental para transmitir uma boa imagem, desde que esse comportamento seja natural, afinal, o esforço em demonstrar bons modos pode ser tão desastroso quanto a falta deles.

Princípios da etiqueta às refeições

Quando você é o anfitrião:

  • Faça o convite com alguns dias de antecedência.
  • No caso de almoço ou jantar, ligue para o convidado no dia do encontro, para confirmar. Em caso de café da manhã, ligue no dia anterior.
  • Escolhido um restaurante bem conceituado, faça uma reserva. É muito desagradável levar um cliente para almoçar e ter de ficar na fila à espera de uma mesa.
  • Chegue um pouco antes do convidado para tomar algumas providências. Cheque a reserva, escolha uma mesa longe da passagem de pessoas.
  • Se você fuma e o convidado não, é gentil escolher uma mesa na área de não-fumantes. Se ele fuma, na área de fumantes.
  • Quem convida é quem paga a conta. Confira rapidamente a nota e pague sem nenhum comentário.

Quando você é o convidado:

  • Seja pontual. Caso chegue antes do anfitrião, aguarde por ele na área de espera do restaurante.
  • Ao atrasar-se, telefone para o anfitrião e avise-o. Até 15 minutos de atraso são toleráveis, não mais do que isso.

Quanto às refeições:

  • Dê preferência à comida de leve digestão. Escolha pratos fáceis de comer.
  • Evite chamar ruidosamente o garçom, usando vocativos como “amigo”, “campeão” ou “rapaz”.
  • Deixe seu celular desligado, mas se espera uma ligação importante, avise o seu acompanhante. Ao sinal do vibra call, peça licença e fale discretamente.
  • Se deixar cair o guardanapo ou um talher no chão, peça educadamente ao garçom que o apanhe.
  • Ao manusear talheres, mantenha os cotovelos próximos ao corpo, para não atrapalhar os movimentos de quem senta ao seu lado.
  • Os talheres são dispostos na ordem em que serão usados. Do lado direito do prato são colocados: as facas e a colher de sopa; do lado esquerdo, os garfos.
  • Ao final da refeição, deixe os talheres lado a lado com os cabos voltados para a direita ou para você.

Conversando à mesa:

  • Em refeições de negócios, é bom iniciar a conversa com um assunto ameno. Terminada a fase dos aperitivos, todos estarão mais à vontade para falar em trabalho.
  • É perfeitamente possível conversar e comer com elegância e educação. Obviamente, só fale enquanto não estiver mastigando.

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima