Frutti Hall

Colhendo uvas e sucesso

Professora de matemática em Curitiba, PR, dona de casa e mãe de três filhos adultos. Essa é a vida de dona Iolanda Weis Naressi, ou melhor, essa era a sua vida até 2003, quando um trabalho da faculdade de administração de seu filho Enio fez com que ela se apaixonasse por plantações de uva sem semente. “Em razão do trabalho do meu filho, visitamos diversas fazendas, e eu fiquei muito entusiasmada ao ver todas aquelas uvas. Não via a hora de ter o meu pedaço de terra para começar a plantar”, conta.

 

Ao voltar para o Paraná, dona Iolanda conversou com os filhos e tomou uma decisão: iria se mudar para Petrolina, PE, no Vale do São Francisco, e comprar um terreno para produzir suas próprias uvas. Apesar da resistência inicial das pessoas que a conheciam, os filhos Enio, Denis e Rogério deram o suporte que ela precisava e a mudança foi feita. Ainda naquele ano, dona Iolanda comprou um terreno com quatro hectares e criou a Frutti Hall (frutas, em italiano; corredor, em inglês), para dar início à produção de uvas finas de mesa.

 

Para quem não imaginava o caminho que Iolanda percorreria, aquilo tudo poderia parecer uma grande aventura, loucura ou, até mesmo, confusão, já que a jovem senhora não entendia nada de agricultura, uvas e negócios. Mas ela soube como começar.

 

Preparação e superação de dificuldades

 

A escolha de dona Iolanda de deixar a vida de professora para se tornar uma empreendedora exigiu uma disciplina muito grande, afinal, ela teria de se preparar para iniciar sua nova carreira de forma gloriosa. Para isso, ela fez cursos, treinamentos, encontrou profissionais para lhe darem suporte e foi atrás de tudo o que precisava para começar sua plantação. “Eu me preparei tanto para a produção quanto para a gestão da fazenda, pois sabia que não bastava apenas cuidar dos detalhes da plantação das uvas, mas também de tudo o que diz respeito à administração dessa nova empresa”, explica.

 

No entanto, todo o seu planejamento e preparação não foram suficientes para que o começo da história da Frutti Hall fosse tranquilo.          Uma semana antes da primeira colheita, o técnico agrícola contratado para auxiliar a empresária nas questões relacionadas ao plantio deixou o cargo, o que a fez sair à procura de outro profissional às pressas, sem se deixar abalar. Foi preciso muita resiliência e determinação para seguir em frente no sonho de fazer do novo negócio um empreendimento de sucesso. “Não foi fácil, mas a gente se apoiou no que já tínhamos construído e em tudo o que desejávamos alcançar, conseguindo seguir adiante”, lembra.

 

Nesse período inicial, dona Iolanda contava com a ajuda de seu filho Enio e de mais dois funcionários. Depois que a fazenda já estava pronta, foram contratados mais alguns profissionais para atuarem no campo e, hoje, no auge da produção, a empresa conta com cerca de 70 colaboradores. “De toda a equipe, 90% fica no campo, na produção das uvas. O restante faz parte da área administrativa. Além disso, tenho um gerente e um profissional da área de recursos humanos”, aponta.

 

Os bons resultados

 

Com toda essa equipe, a Frutti Hall consegue colher, anualmente, uma média de 25 a 30 toneladas de uva por hectare. Atualmente, são 12 hectares de plantação, muito bem cuidados pessoalmente pela empreendedora que, ao longo dos anos, foi se especializando por meio de cursos do Sebrae e seus parceiros.

 

E a recompensa por toda essa dedicação, preocupação com a qualidade e amor pelo que se faz não demorou a vir. No começo de 2009, a Frutti Hall venceu a última edição do Prêmio de Competitividade para Micro e Pequenas Empresas, o MPE Brasil, na categoria Agronegócios, troféu que Iolanda exibe orgulhosa na foto ao lado. E esse prêmio foi conquistado mesmo com as dificuldades enfrentadas nos últimos tempos. “A crise financeira mundial e a oscilação do dólar dificultaram a exportação do nosso produto no último ano. Além disso, o fato de a uva não ser produzida o ano inteiro também complica. Para superar isso tudo, focamos os nossos diferenciais”, declara.

E os diferenciais da Frutti Hall não dizem respeito apenas à qualidade dos seus produtos, mas também à preocupação com o meio ambiente, que faz com que anualmente sejam colhidas tantas toneladas de boas uvas. “Temos uma reserva ambiental, que é registrada, possuímos fossas sépticas em toda a propriedade, devolvemos todas as embalagens que utilizamos à Associação do Comércio Agropecuário do Vale do São Francisco (Acavasf), desenvolvemos um projeto de separação do lixo, de recuperação da mata ciliar, enfim, nos preocupamos em agradecer ao meio ambiente por tudo o que ele nos proporciona por meio dessas atitudes, afinal, acreditamos que, se cada um fizer sua parte, já ajuda bastante”, completa dona Iolanda.

 

Para você

 

Se você reler esta matéria, vai observar que existem algumas palavras-chave nela. E são essas palavras que devem servir de inspiração para você no seu empreendimento. Vamos a elas:

 

  • Disciplina
  • Preparação
  • Planejamento
  • Resiliência
  • Sonho
  • Dedicação
  • Amor
  • Diferenciais

 

Coloque essas palavras na cabeça e não se esqueça delas enquanto estiver trabalhando no seu negócio. São elas que vão conduzi-lo ao sucesso. Então, mãos à obra!

Conteúdos Relacionados

Dica número 1 de liderança em vendas

Volta e meia recebo perguntas como esta: “Raul, se você pudesse me dar só uma dica sobre como ser um gestor melhor, qual seria?”

Procuro evitar responder questionamentos como este porque eles costumam vir de alguém que está procurando um atalho ou uma pílula mágica, mas a verdade é que sempre existe mais de uma opção para resolver um problema ou desafio – por isso mesmo, buscar uma única ferramenta milagrosa raramente traz os melhores resultados.

Continuar lendo
Rolar para cima