Gestão 2008

Relembre idéias trazidas no ano passado e aproveite-as! Bem-vindos a 2008! Em todo início de ano, eu prometo para mim mesmo que vou ter mais tempo. Mas aí me lembro que isso é impossível de acontecer. O tempo é o mesmo para todos, não dá para termos um dia de 25 horas ou um ano de 400 dias. O tempo está aí, ele acontece todos os dias da mesma forma. Então, o correto não seria dizer que vou ter mais tempo e sim que vou usá-lo de forma diferente. Quero começar este ano com este objetivo: usar melhor o tempo. Que tal? Você me acompanha? Vamos começar agora mesmo.

Em 2007, escrevi mais de 50 artigos para a Gestão em Vendas. Em todos eles, você poderia encontrar pelo menos uma dica, uma idéia, uma estratégia para colocar em prática na sua empresa. Mas já que estamos falando em tempo, será que você teve tempo para fazer isso?

Por isso, quero que você reveja comigo três das principais idéias publicadas na Gestão em Vendas no ano de 2007. Essa é mais uma chance para você aplicá-las e começar 2008 da melhor forma possível: aprendendo, crescendo e melhorando seus resultados.

Idéia 1 ? trabalhe a prospecção na sua empresa O processo de prospectar é uma função vital para uma empresa que quer aumentar suas vendas. De acordo com John Graham, o poder da prospecção pode ser atingido seguindo estes cinco passos:

» Torne a prospecção uma prioridade permanente na sua empresa. » Desenvolva um perfil bem definido do seu público-alvo. » O objetivo da prospecção é o de estreitar laços. » O objetivo de estreitar esses laços é criar condições para que os prospects queiram se transformar em clientes. » Dê aos seus prospects a chance de se tornarem clientes. É essencial esforçar-se para identificá-los corretamente e depois implementar um processo que estabeleça condições propícias para transformá-los em clientes.

Idéia 2 ? trabalhe a fidelização de seus clientes. Basicamente, existem quatro ?moedas? utilizadas pelos clientes para decidir se vale a pena fazer negócios regularmente com você ou ficar trocando de fornecedor atrás da melhor oferta. São elas: tempo, dinheiro, segurança e satisfação pessoal.

Trabalhe todos esses fatores e garanto que você aumentará o nível de retenção e lealdade da sua atual carteira de clientes. O resultado? Menos tempo e, é claro, lucratividade maximizada.

Idéia 3 ? qual a sua competência de núcleo? Conceito criado por Hamel e Prahalad sugere entender quais são as verdadeiras competências de uma empresa (o que ela realmente sabe fazer bem), para só depois procurar oportunidades de mercado em que essas competências possam ser aplicadas. Para eles, uma competência de núcleo precisa satisfazer três condições:

» Oferecer um benefício claro e tangível para os clientes da empresa.
» Ser difícil de ser copiada pelos concorrentes.
» Poder ser replicada para outros produtos, serviços ou mercados. Então, a competência de núcleo da sua empresa é aquilo que ela realmente faz bem. Os clientes a valorizam por isso e os funcionários sentem prazer em executar suas tarefas.

Aproveite este início de ano para começar a colocar em prática todas essas idéias!

O texto completo é exclusivo para os assinantes do Gestão em Vendas. Se você ainda não tem a assinatura, poderá fazê-la através do site: www.gestaoemvendas.com.br e começar a receber, na próxima semana, as edições completas.

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima