Histórias de Valor

Muitos executivos estão arriscando bons salários e carreiras para se aventurar em empresas principalmente na nova economia, porque acreditam poder fazer história Criar e contar histórias é um dos métodos mais antigos e eficientes de transmitir mensagens e promover idéias, culturas e religiões. Sábios, líderes religiosos, palestrantes, educadores, publicitários, empresários e políticos sabem do poder de uma boa história. São as histórias que alimentam as nossas conversas e estimulam encontros.

As histórias e o nosso comportamento
Dr. Aneer Sheikh, presidente do departamento de psicologia da Marquette University, entre outros estudiosos, afirma que existe uma relação entre as nossas coleções de histórias de valor e o nosso comportamento.

Algumas vezes nos sentimos mal psicologicamente e não sabemos exatamente o porquê, mas se prestarmos atenção às histórias que têm alimentado as nossas conversas veremos que existe uma relação. É impressionante como piadas, vulgaridades e fofocas correm numa velocidade alucinante pela Internet e como há um certo constrangimento na divulgação de mensagens de valor.

Os melhores contadores de histórias do mundo
Os EUA, a nação mais poderosa e influente do mundo, desenvolveu uma máquina de conquista mais poderosa do que a sua bomba atômica e seus mísseis de longo alcance: a indústria cinematográfica, a mais eficiente máquina na disseminação de cultura já desenvolvida pelo homem. Nenhuma outra nação consegue contar histórias como os americanos nem tem o talento como eles de transformarem acontecimentos em histórias de grande repercussão.

Histórias para divulgar conceitos de administração
Se fizermos uma análise, veremos que as empresas americanas têm muito mais histórias para contar do que as demais. Basta abrir alguns livros e revistas ou fazer uma pesquisa na Internet para ver que o número de histórias para sustentar e difundir conceitos de gestão e marketing é quase na sua totalidade americano. Eles sabem como é importante para a valorização da sua marca a disseminação de boas histórias no mercado e estão cada vez mais preocupados em controlar de forma positiva esse processo.

Tipos de histórias
Basicamente nós podemos dividir histórias de valor em dois grupos: reflexões, que são mensagens (fábulas, contos, parábolas…) que nos fazem pensar, e testemunhos, que são experiências vivenciadas por alguém que pode trazer lições, inspirações e motivação.

Histórias para desenvolver a capacidade perspectiva e de liderança
O consultor Noel M. Tichy, em seu livro O Motor da Liderança, que foi apontado pela BusinessWeek como o livro do ano, concluiu baseado em trabalhos realizado em empresas como GE, Shell, Pepsi-Cola que existe uma relação entre a liderança e a capacidade de criar e divulgar histórias de valor.

As empresas que estão reunindo o seu pessoal para refletir sobre histórias de valor estão conseguindo desenvolver no grupo um nível de consciência e de senso crítico. Fazendo com que prestem mais atenção naquilo que fazem, o que amplia o número de idéias e sugestões de melhoria, e se envolvam no processo de transformar experiências do dia-a-dia em histórias de valor para eles e para a empresa.

A possibilidade de fazer histórias atrai talentos
Pesquisas mostram que a proposta que mais tem atraído os melhores talentos do mercado é “Venha fazer história com a gente!”. Muitos executivos estão arriscando bons salários e carreiras para se aventurar em empresas principalmente na nova economia porque acreditam poder fazer história. E como numa pescaria, em que mais importante que o peixe são as histórias que o grupo tem para contar.

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima