Laboratório Sabin

O case de empreendedorismo do Laboratório Sabin

Na cidade de Brasília, DF, em meados da década de 1980, uma forte amizade daria início a uma empresa de sucesso: o laboratório Sabin.

O ano era 1984. A médica goiana Janete Vaz queria abrir seu próprio negócio. Morando longe da família, ela sabia que o sucesso viria mais fácil se houvesse apoio de outras pessoas. O chefe de Janete na ocasião sempre falava “um era pouco, dois era bom, três era demais”. Ela levou isso em consideração quando começou a pensar no empreendimento que desejava construir e na necessidade de ter alguém para ajudá-la, e por isso optou por fazer uma sociedade com mais uma pessoa.

A mineira Sandra Costa, também médica, já era amiga de Janete e também morava na capital do Brasil. Foi aí, que veio a idéia de juntar amizade e negócio. “Busquei na minha melhor amiga e colega de trabalho a parceira ideal. Em poucos meses, inauguramos nossa primeira unidade“, relembra Janete.

Na primeira unidade do laboratório Sabin, trabalhavam apenas cinco pessoas: as duas empreendedoras, uma recepcionista, um colhedor (indivíduo que coleta os materiais para os exames) e uma faxineira.

O início dessa empreitada não foi nada fácil. Além de ter de enfrentar as barreiras comuns a qualquer empreendimento (como a falta de experiência e, em muitas ocasiões, a ausência de verba), elas precisaram lidar com o preconceito pelo fato de serem duas mulheres iniciando um negócio. “Com muito trabalho, serenidade, entusiasmo e empolgação superamos esses obstáculos iniciais”, conta Sandra. A partir daí, a empresa só cresceu.

A concorrência – Mas a vida de empresária do setor de laboratórios de exames clínicos não é fácil. A concorrência é grande e é preciso inovar sempre. Para Janete e Sandra, porém, isso nunca foi um problema. Logo no começo da vida do Sabin, elas adotaram um lema: “Nossa arma contra a concorrência é a qualidade dos serviços, alto investimento em tecnologia e respeito pelos colaboradores, que consideramos nosso maior patrimônio”.

E os pilares da “arma contra a concorrência” do laboratório Sabin ficam evidentes quando as sócias contam um pouco da história da empresa. Segundo Janete e Sandra, antes da abertura do estabelecimento, os laboratórios existentes na região ainda não eram automatizados, e elas entraram em cena pensando justamente em aprimorar metodologias e tecnologias utilizadas para realização de exames. “A consolidação desse sonho nos permitiu voar mais, sermos inovadoras e fazermos aquilo que todos já faziam, mas de forma diferente. Na época, os laboratórios não eram automatizados, e coube a nós introduzir outras tecnologias, buscando sempre a inovação e principalmente novos exames e tecnologia de ponta. Com nosso próprio laboratório, foi possível realizar tudo isso”, afirma Sandra.

Além disso, os serviços prestados pela empresa aos colaboradores demonstram a real importância de cada pessoa dentro do Sabin. Sem contar os benefícios comumente dados pelas organizações (como vale-transporte e alimentação), o laboratório fornece assistência médica, odontológica, auxílio-babá, bolsa de estudos, entre outros – o que, para Janete, é uma maneira de fidelizar o colaborador, mantendo-o capaz, motivado, produtivo, feliz e ligado ao cliente.

Laboratório Sabin hoje – Atualmente, com aproximadamente 600 colaboradores divididos em 45 unidades espalhadas pelo Distrito Federal e Goiás, o laboratório Sabin expandiu também sua gama de serviços. “Em 2006, criamos o Grupo Sabin, e com ele estendemos nossa área de atuação para o nível de segurança alimentar. Essa nova empresa conta com laboratórios de padrão tecnológico e profissionais altamente qualificados que garantem a precisão das análises. Em março deste ano, foi a vez de inaugurarmos o Sabinvacinas. A unidade dispõe de todas as vacinas essenciais para crianças, adolescentes e adultos, que também precisam se prevenir contra enfermidades durante toda a vida”, explica Sandra.

Para o futuro, as empreendedoras imaginam uma expansão dos negócios – “Quem sabe em nível nacional”, confirma Janete – e uma diversificação ainda maior dos serviços prestados. Você quer saber se há um segredo para esse sucesso todo e para a certeza de um crescimento ainda maior? “Investimento forte no sistema de qualidade de processos, diferenciais como a entrega de resultados via internet, gestão de pessoas com práticas de valorização dos colaboradores” é a resposta dada em conjunto pelas mulheres que conseguiram superar o preconceito e fazer do seu empreendimento um sucesso.

Alguns diferenciais do laboratório Sabin

Além da qualidade de serviços, alto investimento em tecnologia e reconhecimento da importância dos colaboradores para o sucesso de um empreendimento, o laboratório Sabin possui características específicas que lhe dão maior destaque. Entre esses diferenciais, é possível destacar:

» 97% dos exames feitos no Sabin são liberados no mesmo dia.
» Existe música ao vivo nas unidades.
» Em duas unidades, o atendimento é 24 horas, e a empresa é pioneira nesse tipo de serviço.
» Há serviços de consultoria médica para os clientes.
» Faz-se coleta de materiais em domicílio.
» Existem unidades exclusivamente infantis.

As dicas das empreendedoras

Sandra e Janete enfrentaram várias dificuldades para conseguir levar o laboratório Sabin aonde está. Hoje, a empresa está entre as cem melhores para trabalhar na América Latina, pois as duas sabiam o que era preciso fazer para superar as barreiras naturais que surgem durante o ciclo de vida de uma organização e vencer a concorrência. Assim, com o laboratório tendo destaque regional e reconhecimento nacional, elas dão dicas para você que deseja empreender (ou que já tem um empreendimento) e ainda tem medo. Confira!

» Tenha metas ousadas. É melhor errar pensando alto que baixo.
» Não abra mão da qualidade (por exemplo: por preço baixo).
» Não desista jamais. Dificuldades sempre vão aparecer, mas é preciso ter persistência para superá-las.
» Valorize, dignifique e respeite as pessoas que trabalham com você ou para você, pois elas são suas grandes companheiras de jornada.

Colaborou nesta matéria: Natasha Schiebel

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima